João do Rosário defende: A criação da cidade de Monte Sossego

29/06/2012 06:18 - Modificado em 29/06/2012 21:51

No comício de encerramento o PTS defendeu que Monte Sossego “tem que ser imediatamente a segunda cidade”. João Faria da lista do PTS disse que tem condições suficientes para ser cidade em comparação a muitas outras cidades do país. Se for eleito o PTS levará o tema para a Assembleia Municipal aprovar e enviar ao governo para analise. E o partido quer que Monte Sossego seja a cidade do segundo município que o partido pretende criar na ilha.

 

Na queima dos últimos cartuchos João do Rosário afirmou que o PTS é o único partido que tem projectos para São Vicente. E avançou que o seu projecto eleitoral de redução de desemprego e aumento da habitação social que tem sido os pontos de destaque para reduzir o desemprego e melhorar a condições de habitação das pessoas.

Para João do Rosário a UCID e o MPD deixaram a ilha “numa autêntica miséria”. E para os que estiveram a frente da Câmara Municipal disse que “se não fizeram é porque não tiveram inteligência para fazer”, referindo a questão de uso da matéria-prima da ilha para criar postos de trabalho.

João Faria que antecedeu o candidato teceu críticas a gestão da Câmara pela UCID e o MPD. “Há uma corrupção massiva na Câmara Municipal”, afirmou o ex-presidente da Camara Municipal, no que tange a gestão dos terrenos da ilha. Continuo afirmando que a venda de terrenos tem beneficiado “algumas poucas pessoas na ilha”.

Quando faltam três dias para o sufrágio Rosário afirmou que tem partidos que estão a comprar votos com camisolas. Mas para o candidato as camisolas custam quatrocentos escudos o mesmo preço que custará um terreno por aforamento quando ganharem as eleições.

  1. Rafael Livramento

    O Sr.João do Rosario,não tem moral para fazer ninguem pois encontramos na cidade da praia,no Hotel Praia Mar onde ele estava companhado de um casal Francês no restaurante do Hotel onde eles estavam a espera para ser servidos mas tinha mais pessoas a espera e então ele perguntou a serventa se o jantar não vinha e ela respondeu que tinha que esperar e ele voltou para o casal troçando da serventa dizendo que ela falava como um macaco,ele não fez ideia de que eu compreendia tudo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.