Cães vadios dominam as ruas: atacado por uma matilha de dez cães

30/04/2014 00:06 - Modificado em 29/04/2014 23:52

COOKIE2Os cães vadios continuam a ocupar as ruas de São Vicente perturbando a população. O problema dos cães vadios não parece ter fim nem solução. Moradores de diversas zonas da ilha de São Vicente queixam-se do velho problema da proliferação dos cães soltos, abandonados nas ruas e que atormentam a população.

 

Depois de vários anos à procura de soluções para o problema dos cães vadios em São Vicente, parece que ainda não há medidas para porem cobro aos problemas e às reclamações dos moradores.

Alcinda Neves afirma que “ninguém escapa à ira dos cães vadios nas imediações do Madeiralzinho. Matilhas de cães provocam distúrbio nas ruas e perturbam a vizinhança. A minha rua está sempre com lixo espalhado pelo chão porque os cães rasgam os sacos à procura de comida. Quando chega a época do cio, aí o problema é pior”.

Para Isandro Silva, “esses animais abandonados são uma preocupação de todos nesta zona. Praticamente todos os dias nascem filhotes e o número de cães continua a aumentar. Uma vez fui mordido por um cão, quando seguia numa mota e cerca de 10 cães correram atrás de mim. Alguns deles morderam-me e rasgaram as minhas calças. A matilha de cães não faz distinções, ataca tudo e todos”.

Jailson Rodrigues, morador em Monte Sossego afirma que “aqui, na minha zona, há sempre cães vadios. Muitos vizinhos têm cães mas eles ficam na rua e nunca dentro de casa. O mais gritante é que não se contentam só com um animal, possuem mais de três cães. Uma vez uma pessoa veio-me visitar e não conseguiu chegar até à porta porque estavam cerca de 20 cães à porta. Não é possível que a Câmara Municipal não consiga pôr um fim a este problema”.

Cátia Vicente residente em Fonte Francês diz que “à noite é mais complicado, pois os cães correm atrás dos carros provocando acidentes, atacam as pessoas e perturbam com o barulho o descanso das pessoas. Para além desses cães vadios constituírem um perigo para a saúde, porque a maior parte desses animais parece estar doente, a segurança das pessoas está também em causa de várias formas porque muitos já atacaram as pessoas nesta rua”.

A verdade é que existe um grande número de animais nas ruas de São Vicente provocando pânico no seio dos moradores, na cidade e nos arredores.

 

  1. Carlos Fortes

    Minha gente como é possivel esperar que a edilidade consegue resolver um problema deste quando a mesma edilidade nem tao pouco em estado está de combater a praga de cães vadios que para além do aspecto sanitário deixa a população em especial dos bairros sem fechar os olhos à noite com o seu concerto de latidos. É a Câmara que temos com a edilidade que tem. E nesta Terra nada vai mudar. Só muda o discurso no tempo de campanha. Estes pseudo doutores feitos à martelada nos Países Soviéticos e e outros semelhantes e seus comparsas nao vao resolver o problema desta Cidade. Esta é a dura realidade.

  2. Aguinaldo Fonseca

    Já bati varias vezes à porta da Camara e da AM. Varias vezes abordando o problema dos cães vadios por toda a cidade e em especial na periferia onde moro mas tenho impressão que sou tratado como um individuo que vem doutro planeta. Devo dizer que na altura da campanha fui atendido como um cidadão que merecia todo o respeito e cujo problema iria ser resolvido o mais depressa possivel. Passado a campanha eleitoral, os votos e os jobs garantidos sou atendido como um incomodativo, como um inimigo dos cães vadios, o que nao sou, pelo contrario um grande amigo e defensor do bem-estar dos animais.
    Contudo é inaceitável que uma cidade que quer ser um destino turístico seja um paraíso para cães vadios com todas as suas consequências nefastas.
    Apesar de tudo, como um cidadão consciente dos meus deveres, direitos e obrigações continuo exigindo que seja posto termo a este problema que assola toda esta Ilha.
    Espero que esta situação de que ” enquanto os cães ladram a Camara (caravana) passa ” nao perdure até as novas eleições.
    Saudades das Câmaras de antanho quando os seus servidores nao eram politicos remunerados, tinham uma profissão honrosa, nao a de político, e tinham amor à Terra.

  3. Malaguitinha

    É mais um dos grandes problemas de Mindelo que a Câmara não faz nada para a resolução. É o laxismo total nesta nossa querida cidade. O lema é passar ao lado assobiando e deixar acontecer.

  4. Mindelense

    Se a nossa sociedade não cnseguge resolver um problema deste tão simples de resolver em muitas cidades do mundo, como poderemos resolver outras questões mais graves e sérias. Antigamente a CM juntamente com a Delegacia de Saúde faziam um rastreio e eliminavam os cães vadios rapidamente com veneno, não entende a dificuldade de resolver esta situação. Se os políticos estão preocupados em perder votos, ninguém sai do poder ou deixa de subir no poder em melhorar a saúde pública.

  5. Carlos Rodrigues

    Este é um problema sério. No meu caso o que mais me afecta é o barulho dos cães a noite, fica complicado dormir e a factura vem no dia seguinte com olheiras de uma noite mal dormida. É inadmissível que não exista uma solução para o problema que afecta a maior parte dos bairros de São Vicente, estamos à espera de uma ataque de cães com consequências mais graves? Eu vou agir, como cidadão vou exigir uma solução.

  6. RB

    É Verdade.Também na Ribeirinha os cães não nos deixam dormir.sempre latindo. Esta câmara não faz nada.Falta de calcetamento,recolha de lixo ,etc.Coitado da Ribeirinha. Só para angariar votos.

  7. Irene Fontes

    Isso de cães vadios é mais sério do que pensam e quem disse fala quer o bem estar das pessoas e acabar com a mà vida dos cães. Cachorro tem direito a receber a atenção do seu mestre; caso contrario é este que é catchorre de dôs pé.
    A Câmara tem a obrigação da Sanidade Pùblica e os donos a de se responsabilizar pelos seus animais. Se houver uma rusga de vez enquando tudo entrarà na ordem. So que os Vereadores querem-se ocupar da defesa dos partidos respectivos.
    Vida de cão !!!!

  8. oi aberto

    Ate k’emfim alguem pa denunçia ess vergonha. Vergonha pa saude publica com lixo espalhod e animais doentes na tud ponta. Vergonha pa moradores perturbados tud hora (barulho, atacas…) Vergonha para imagem de Mindelo pa kem bem conxe ess pais: Txeu turista ti te reclama de ka pode durmi de noite mod barulho e de kel imagem deploravel d’1 cidad com mais catxor e lixo spalhod do ki moradores.
    Vergonha tb pa Simabo que recebe subvençao d’uniao européana pa resolve ess problema e faze so empioral !

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.