O Google Maps tem agora uma “máquina do tempo”

28/04/2014 10:10 - Modificado em 28/04/2014 10:10
| Comentários fechados em O Google Maps tem agora uma “máquina do tempo”

mapsO Google Maps permite agora viajar no tempo através de imagens de antes e depois de locais, edifícios e paisagens capturadas pelo sistema Street View, em alguns casos desde 2007, data em que começou a funcionar.

 

Imagine acompanhar a construção do estádio de futebol de Fortaleza para o Mundial no Brasil deste Verão. Se colocar no Google Maps o nome da cidade de Fortaleza e se se aproximar do local onde está edificado o estádio Castelão, surge no canto superior esquerdo do desktop um pequeno relógio. Ao clicar neste ícone surge uma linha de tempo por onde se pode navegar através de imagens que avançam cronologicamente. É possível alterar o ano ou a estação do ano e visualizar como determinado edifício ou local estava nessa altura.

 

Um dos exemplos que a Google dá também no anúncio da actualização do seu serviço de mapas é a cidade japonesa de Onagawa, uma das fortemente afectadas pelo tsunami e sismo de 2011, onde imagens de uma cidade intacta contrastam com imagens de ruínas e de reconstrução, ao mexermos na linha de tempo.

 

Esta nova funcionalidade não está, no entanto disponível, em todos os lugares cobertos pelo sistema Street View e pode não ser ainda visualizada por todos.

 

“Esqueça viajar a 140 km/h numa DeLorean [máquina do tempo criada para o filme Regresso ao Futuro] – pode ficar onde está e usar o Google Maps para explorar virtualmente o mundo como ele é e como foi”, promete no blogue do motor de busca, Vinay Shet, gestor de produto do Google Street View.

 

Lançado em 2007, o Street View, no Google Maps, permite aos utilizadores terem imagens reais, em 360º, de determinadas zonas do mundo, que foram capturadas através de câmaras montadas nos tejadilhos de carros ao serviço do Google.

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.