Professores acham que as famílias estão ausentes da escolas

23/04/2014 00:03 - Modificado em 22/04/2014 22:55

professorNeste dia que assinala o dia dos professores, muitos falam da própria experiência e também das próprias preocupações. A escola tem o papel de socializar o individuo, ensinando-lhe a conviver em sociedade. A participação da família na comunidade escolar é de extrema importância, pois a educação inicial é dada pelos pais e é esta quem vai formar, juntamente com a escola, o indivíduo.

 

Os professores entrevistados pelo NN, mostram-se preocupados com as diferentes situações que a comunidade escolar atravessa no dia a dia e acreditam que se a família tivesse um papel mais activo na escola, os problemas seriam mais fáceis de se resolver.

 

Para a professora Ana Paula, “as famílias têm estado muito ausentes, poucos pais acompanham de perto o desenvolvimento escolar e o comportamento dos seus educandos. A criança na escola é o reflexo da sua família, os pais devem acompanhar as actividades escolares dos seus filhos”.

 

O comportamento da sociedade e os problemas sociais também se reflectem na escola.

 

Embora as escolas leccionem disciplinas de cidadania, muitos ainda enfrentam problemas com os alunos. Violência, uso de drogas, alcoolismo e outros problemas sociais fazem parte das preocupações das escolas.

 

A importância da presença activa da família é fundamental, porque a escola e a família juntos, poderão contribuir para a solução desses problemas sociais que, consequentemente, recaem sobre as escolas.

 

“É necessário um compromisso mais sério dos pais com a educação dos seus filhos. Porque há uma falta de ligação entre a família e a escola. Existe um director para cada turma, onde cada um tem o seu horário exclusivo para o atendimento dos pais mas, infelizmente, apenas uma minoria de encarregados de educação comparecem para saberem dos filhos”, adianta o professor Fernando.

 

Para Samira Pinheiro, “não há escola no mundo moderno que realize o seu trabalho de forma perfeita se não existir parceria entre a escola e as famílias. Não há família que consiga o desenvolvimento integral e harmónico dos seus filhos, se não depositar na instituição confiança e der a sua parte de contribuição”.

 

A professora Carla Silva sublinha que ”situações reais confirmam que os alunos com comportamentos negativos são os que têm menor aproveitamento escolar, de modo que o comportamento também influencia os resultados escolares. Por isso, a relação entre a família e a escola é importante e revela-se nos resultados do desempenho escolar de cada aluno”.

 

“Não existe um ensino de qualidade sem a participação efectiva da família”. É necessário fortalecer mais os laços entre a Escola e a Família que são os pilares de uma sociedade formadora de um ambiente sustentável.

 

Para que haja um conjunto de esforços que fortaleça o ensino e as relações sociais, é preciso que a família se aproxime cada vez mais da escola, uma vez que a formação deve ser acompanhada pelos responsáveis dos estudantes.

 

  1. Irene Fontes

    Plenamente de acordo com o titulo. Ao abdicarem-se dos deveres paternais, tornam-se cùmplices da mediocridade na educação dos filhos.
    O Estado devia estar mais implicado e obrigar os encarregados de educação a melhor (ou mesmo alguma) participação pois os professores não têm o dever de tudo assambarcar.
    A escola não é uma prisão mas também não pode ser uma colônia de férias estivais. Cadê a Moral e a Educação Civica de outrora?.

  2. SAMPADJUD

    Ess é um bom dia pa nox ministerio d’educaçao juntament ma govern pensa na ess sistema de ensino mediocre que no tem na CV comparod a outros paises. Ja te mais do que na hora de aumenta carga horaria nas escolas, assim como começa te aprofunda ix conhecimentos cientificos que no te adquiri ne escola. Ha algum tempo gente uvi fala ne implementaçao d 13°ano no liceu. Antes quando um tava ne liceu mi enera de acordo simplesment por preguiça de ter de estudar mais um one e porque inda um ke tava

  3. SAMPADJUD

    conxe realidade dess sistema educativ kno tem. Grinhessim mi é 100% de acordo six tava faze essim. simplesmente trasnformando 12°ano num ano de aprofundamento de conhecimentos….mais horas de aulas, mas materias e controlos (exames)…pa pelo menos quem tiver te ba estuda fora pel djga kum minimo de conhecimento pel k fca ao “Deus darà”….bzot panha exemplo na sistema Françes
    Mas infelizmente manias é sigui portugues….dommage :/

  4. Geronimo

    Desejo a todos os professores:
    Um salário de um político e um prestígio de um jogador de futebol. Feliz dia aos mestres do ensino.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.