Baliza foi pequena para Portugal por isso Espanha está na final

28/06/2012 05:56 - Modificado em 28/06/2012 05:56
| Comentários fechados em Baliza foi pequena para Portugal por isso Espanha está na final

Num jogo eléctrico houve muitos momentos de alta tensão, embora com alguns jogadores em claro curto-circuito. Paulo Bento e Del Bosque trocaram de fusíveis, mas o empate durou até a marcação das grande penalidades e a lotaria saiu para a Espanha, porque a baliza foi pequena para Portugal.

 

A primeira parte do jogo não teve golos, mas foi bem jogada entre duas selecções que procuraram não errar. Portugal foi tentando, quase sempre, empurrar Espanha para longe da sua área, mas o tiki-taka lá ia aparecendo. Isto sempre que a Roja conseguia algum espaço para trocar a bola. Aos 9´, Arbeloa, jogador do Real Madrid quase inaugurava o marcador numa jogada espectacular do ataque espanhol. Iniesta cruzou para área, mas Negredo falhou o desvio e a bola a sobrar para o lateral-direito, que rematou por cima da baliza de Rui Patrício.

A resposta dos lusos não tardou num passe de João Moutinho para Ronaldo que rematou de primeira, mas por cima da da barra da baliza espanhola. A Espanha voltou a ameaçar dos pés de Iniesta, mas o remate em jeito, saiu por cima da barra da baliza espanhola. Ate ao final da primeira parte Portugal intensificou a pressão e obrigou os espanhóis a procurar outras soluções para fazer a bola, porém o jogo foi para o intervalo a zero.

O mesmo cenário manteve-se no regresso dos balneários com a Espanha circular a bola e Portugal a tentar sair com perigo para o ataque. Os 48 mil adeptos que estavam no Donbass Arena viam o relógio avançar, mas o placar continuava a assinalar um nulo. Ronaldo tentou de livre directo, mas sempre a bola seguia por cima da baliza de Casillas. E foi dos pés do português que saiu a melhor oportunidade durante os 90 minutos, num contra-ataque conduzido por Meireles que desmarcou Ronaldo, mas este atirou para as bancadas.

O jogo foi para prolongamento e tudo se manteve na mesma e a decisão foi resolvida na lotaria dos penáltis. Xabi Alonso pregou um susto para os espanhóis e Moutinho foi na sua conversa e também falhou da marca dos 11 metros. Os que seguiram conseguiram introduzir a bola na baliza, porém para Bruno Alves a baliza foi pequena e atirou a bola a barra. Por seu lado Fàbregas não perdoou e tratou-se de entregar o passaporte para final a Espanha.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.