Praça Nova: BAC põe fim ao tumulto entre adolescentes que provocou pânico

22/04/2014 07:36 - Modificado em 22/04/2014 07:36

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa noite de domingo, durante os festejos pela conquista do 33º título do Sport Lisboa e Benfica, um grupo de adolescentes provocou um motim na Praça Nova, ilha de São Vicente. Dada a gravidade da situação, várias pessoas que participavam nas comemorações puseram-se em fuga, enquanto os intervenientes no tumulto agrediam-se mutuamente com pontapés e atiravam garrafas de vidro. Chamados a intervir, os agentes da BAC detiveram parte dos infractores.

 

O caso ocorreu por volta das 19h30min, quando milhares de pessoas festejavam o título conquistado pelo Benfica em Portugal. Por momentos, o pânico instalou-se no centro da cidade do Mindelo, quando um grupo de jovens iniciou uma briga junto do tanque, conhecido por “roda”, situado na Praça Nova.

 

O NotíciasdoNorte não pôde apurar os motivos que estiveram na origem do tumulto. Porém, a situação-se agravou quando se ouviu o estalar de garrafas de vidro. Segundo cidadãos que presenciaram o acto “foi um caso de violência juvenil que colocou em perigo a vida de muitas pessoas. Estávamos em ambiente de festa e, de repente, vê-se um grupo de adolescentes aos pontapés e outros a atirarem garrafas. A partir desse momento as pessoas começaram a fugir aos gritos em várias direcções para não sofrerem uma agressão”.

 

De acordo com testemunhas oculares, houve cidadãos atingidos por estilhaços das garrafas que se partiram ao embater no solo e que no início do motim pensavam tratar-se de uma guerra entre grupos de jovens referenciados como gangs da ilha de São Vicente. Mas, com o decorrer do confronto, aperceberam-se que “os intervenientes eram adolescentes oriundos de famílias da classe média-alta que residem em zonas do centro da Cidade do Mindelo”.

 

Pânico

 

“Apavorados com a situação que transformou a Praça Nova num campo de batalha, houve quem procurou esconder-se num local seguro. É que, os intervenientes mandavam garrafas sem reflectirem sobre as lesões que poderiam causar às pessoas e os prejuízos às viaturas ou residências. Ainda bem que não houve pessoas inocentes que ficaram feridas, pois a BAC interveio prontamente e sanou a confusão”, explica um entrevistado.

 

Intervenção

 

Durante a sua intervenção, a Brigada Anti-Crime procedeu à detenção de alguns adolescentes que foram conduzidos ao Comando da Polícia Nacional. O NN sabe que parte dos infractores ao se aperceberem da chegada dos agentes da BAC, confundiram-se no meio das pessoas que participavam nos festejos e puseram-se em fuga. Mas, na sequência da ocorrência, a BAC cumpriu os procedimentos legais para fazer a identificação dos indivíduos e aplicou as medidas vigentes na lei, adequadas aos factos que ocorreram na Praça Nova.

  1. Mindelense

    Todos têm de ser identificados, inclusive os que foram presos devem dar informações da identidade dos que fugiram. Espero que sejam fichados, que conste no cadastro individual de cada um, para que no futuro, quando forem pegos em situações similares, que seja aplicado a lei, se possivel, com prisão, multa e/ou prestação de serviços comunitários.

  2. Ondina Ramos

    Claro esta que se sao filhos de classe media-alta da sociedade mindelense o Juiz nao vai tomar medidas pois estao todos interligados e dependentes um do outro.
    Isto é o começo. Para onde vao todos esses “licenciados” mesmo muitos entre aspas canalizar a sua frustração pela falta de emprego e sem nenhuma perspectiva?

  3. Aguinaldo Fonseca

    O problema nao é da Imprensa mas sim de nós próprios. Ainda continuamos culturalmente colonizados e uma mudança de mentalidade e comportamento vai levar séculos.
    Em Cabo Verde ninguém fala no Mindelense, Académica, Castilho, etc, etc, mas sim no Benfica, Porto, Chelsea, Barcelona, etc,etc,.
    Pessoas, a maioria que nunca saiu de Cabo Verde, discutindo ferrenhamente e com todos os pormenores um desafio de futebol em Portugal, Espanha ou outro pais qualquer, como se na vida nao existisse nada mais importante que o futebol europeu. Simplesmente triste e uma certa pobreza de espirito, para nao dizer um comportamento de foro psiquiátrico.
    Tal é a culpa dos jornalistas ou será a nossa incapacidade de libertarmos da nossa condição de ex-colonizados?
    E tal comportamento esquizofrenico verifica-se a todos os níveis da sociedade, em todos os sexos e em todas as idades.
    E felizmente que temos o futebol europeu pois que seria de nós com todas as nossas frustrações e em especial,em tempos de crise.
    Que Deus nos nos dê o pao nosso de cada dia, mais futebol e mais Messis e Ronaldos. Amen!

  4. Geronimo

    Como falava o Datena do programa “Cidade Alerta” da TV Record.. ” Pau neles”..Pau nesses jovens que ousam acabar com a tranquilidade das pessoas dependendo do status, seja de classe média alta seja de outros bairros.
    Stop a violência

  5. jose da Luz

    ….. Boa intervenção…. do nosso Bac …. mas falar ……. de famílias da classe média-alta em pleno Mindelo ….. ehehehehehe ai nos terra

  6. oi viv na melom

    Mas que exagero!!!! Estive la e vi tudo. O que se ganha alterando os facto?

  7. Chatiot

    Selvagens, espero que a esta hora estejam cheios de dores no corpo de tanto que os BAC os devem ter batucado. Para estes jovas gressivos que andam a infernizar a vida dos cidadãos honestos e de paz só desejo uma coisa, a mesma cela que o Zé Catana.

  8. Benfica

    Benfiquistas ate ganhando arranjam confusão entres eles, é falta de habito de ganhar levam -as a essas coisas.

  9. Benfica Campeão

    Sr. Aguinaldo Fonseca, se por ser Benfiquista, ver os jogos do Benfica e nunca ter ido ao campo ver o academica, o mindelense….etc me torna colonizado, então eu sou um colonizado com orgulho, porque do meu Benfica jamais abrirei as mãos. Estamos num mundo dito liberal, cada um escolhe o que quer ver e ser, independentemente da nacionalidade. Nunca pedi a independência e sinceramente preferia ter o passaporte português, assim já podia viajar pelo mundo e não ser governado por leigos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.