Na Holanda há uma auto-estrada que brilha no escuro

21/04/2014 11:23 - Modificado em 21/04/2014 11:23
| Comentários fechados em Na Holanda há uma auto-estrada que brilha no escuro

Glowing Lines at a highway near Oss, The Netherlands, are pictured on April 10, 2014. The road marking absorb daylight during the day and gives light in the dark. Glowing Lines is part of the concept Smart Highway by Dutch designer Daan Roosegaarde and is executed by Dutch construction company Heijmans. AFP PHOTO / ANP - REMKO DE WAAL = netherlands outQuinhentos metros da auto-estrada N329 em Oss, centro da Holanda, parecem saídos de um filme de ficção científica. Os candeeiros que ladeiam a via foram substituídos por marcas rodoviárias que brilham no escuro e se alimentam da luz do Sol. Os autores do projecto pretendem “inovar a experiência de condução” e melhorar a segurança rodoviária.

 

As imagens do projecto criado pelo designer Daan Roosegaarde em parceria com a Heijmans Infrastructure são muito futuristas. Seis linhas verdes fluorescentes com 500 metros, três em cada lado da auto-estrada, destacam-se na escuridão e iluminam o caminho para os condutores. Neste momento estão ainda numa fase de teste mas, no final de Abril, vão estar a funcionar em pleno.

 

O objectivo, explica o site Studio Roosegaarde, é “criar estradas que sejam mais sustentáveis e interactivas através do uso de luzes, energia inteligente e sinais de trânsito que se adaptem a situações específicas de tráfego”.

 

A tecnologia em que se baseia a iluminação das estradas é simples. As marcas rodoviárias que delimitam a auto-estrada são feitas com um pó especial luminescente misturado com a tinta usada nas estradas. A mistura “alimenta-se” da luz do Sol e ao estar “carregada” permanece iluminada à noite, durante mais de dez horas. A tinta, que Roosegaarde apelida de dinâmica, torna-se visível com as oscilações de temperatura e “permite que o pavimento das estradas comunique informação de tráfego relevante e adequada directamente aos condutores”.

 

Esta alternativa à iluminação convencional foi bem recebida na Holanda, onde os candeeiros nas auto-estradas são desligados durante a madrugada para poupar energia, apesar dos riscos admitidos para a condução.

 

O projecto do designer holandês foi tornado público no final de 2012 e foi apresentado como uma solução para melhorar a segurança nas estradas e que fosse amiga do ambiente. Além deste tipo de iluminação, Roosegaarde continua a desenvolver outros projectos destinados às estradas, incluindo luzes que indicam a direcção do vento ou marcas rodoviárias sensíveis à temperatura que se alteram consoante as condições meteorológicas. É o caso dos enormes flocos de neve desenhados pelo holandês e que podem vir a ser colocados nas vias.

 

Roosegaarde espera que outros países se interessem pelas suas ideias e adaptem também este tipo de tecnologias.

 

“Um dia estava sentado no meu carro na Holanda e fiquei impressionado com as estradas nas quais gastamos milhões mas de que ninguém quer saber como são e como se comportam. Comecei a imaginar esta Route 66 do futuro onde a tecnologia salta do ecrã do computador e torna-se uma parte de nós”, resumiu Roosegaarde, em Outubro de 2012, à revista Wired.

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.