Abuso sexual de criança na Pontinha de Janela: O outro lado da tragédia

21/04/2014 00:12 - Modificado em 21/04/2014 00:12

Janela_localidadeParece um filme de ficção. Mas, não. É a realidade de um caso insólito e inédito, onde os indícios apontam para factos de aliciamento e abuso sexual de uma menor de 12 anos que se encontra grávida. É um caso que caiu que nem uma bomba sobre a comunidade de Pontinha de Janela, concelho do Paul, Santo Antão. O processo-crime já levou treze indivíduos à prisão preventiva. Moradores explicaram ao NotíciasdoNorte que “o caso está a ter repercussões a nível social, porque há famílias que ficaram desestruturadas: é que parte dos suspeitos era chefe de família”

 

O caso chegou à Polícia Nacional através de uma denúncia que levou a uma investigação para se apurar a veracidade dos factos. O Ministério Público e a PN realizaram diligências junto da criança de 12 anos que identificou os homens com quem manteve relações sexuais. As instâncias judiciais investigaram os factos que apontam que os indivíduos aliciavam a menor com dinheiro e outras ofertas. Dos catorze suspeitos com idades compreendidas entre os 25 e os 81 anos, apenas o idoso de 81 anos ficou em liberdade.

 

Humberto Silva assegura que “quando surgiu a denúncia sobre a forma como ocorreu o crime e pelo número de suspeitos, sentiu-se o impacte na zona de Pontinha de Janela. As pessoas vieram criticar a conduta de certos indivíduos que se aproveitaram da situação de risco da adolescente para aliciá-la a manter relações sexuais. Perante os factos, a situação preocupa quem tem filhos menores e deixa um ambiente de revolta no seio da nossa comunidade”.

 

Censura

 

Antónia Chantre e Firmina Almeida sublinham que a notícia do abuso sexual de uma menor residente na Pontinha “caiu que nem uma bomba sobre a nossa localidade”. Pois, segundo as entrevistadas, casos de abuso sexual de crianças fazem parte da realidade do concelho.

 

Mas, “dada a gravidade do caso de violação, onde existe uma gravidez, ficámos abaladas e há vizinhos que também sofreram os efeitos do que se passou. Não se esperava que um grupo de homens fizesse um acto dessa natureza com uma criança. De salientar que há cidadãos com responsabilidades na comunidade e que antes da denúncia eram tidos como pessoas educadas e exemplares”.

 

Por seu lado, André Costa e Viriato Ramos lamentam a situação vivida pelos familiares cujos componentes, tidos como chefes de família, estão envolvidos no processo-crime.

 

Repercussões

 

“A vida já não é a mesma para quem viu o próprio chefe de família ir para a prisão por causa do envolvimento com uma menor. Para essas pessoas, foi um momento de tragédia quando o caso veio a público. Deixou marcas psicossociais que não se apagam da memória com o passar do tempo. É doloroso para aqueles que estão a sofrer as consequências da atitude de um familiar e sabemos que há quem tenha receio de sair à rua, para evitar chacotas”.

 

Medidas

 

Os dois cidadãos acrescentam que cabe às pessoas que souberem de casos de abuso sexual de menores denunciá-los às instâncias judiciais. E, que quando o Tribunal actua com medidas coercivas “transmite confiança às pessoas para denunciarem situações dessa natureza”.

 

De realçar que a adolescente, que se encontra grávida, vivia em situação de risco, pois provém de uma família que enfrenta problemas económicos e que dadas as deficiências, os familiares não controlavam a menor. A adolescente foi transferida para o Centro de Emergência Infantil, na ilha de São Vicente, de modo que o ICCA vai ficar com a sua tutela e prestar-lhe o apoio que necessitar.

  1. CM muita pena eu acho que nao deveriam deixar
    a miuda ter o bebe. VAI SER muito pior viver o resto da vida cm
    essa tragedia pior ainda cm um filho dum pai bastardo que nem se sabe quem é.

  2. E as mulheres. PEdirem o divorcio.

  3. Odair Ramos

    Todo o acontecimento tem um fundo, a verdade que sempre aconteceu casos desses no nosso País principalmente nas regiões mais pobres. Dificuldades a todo nível, fome, educação, desemprego, o exemplo de Paul está sendo um destaque por causa dessas verdades. Tudo inicia com a falta de compaixão para dos que têm mais em relação para dos que têm menos, as crianças muitas vezes são alvos fáceis, sempre há alguém que ofereça sexo em troca de aquilo que consideram satisfatório a sobrevivência da vítimas

  4. bea

    és pessoal ka tem foto?? falta foto pa fazi igual a kel de boa vista, assim es a tma vergonha na cara… bando de porcos,covardes

  5. mario

    b´sot ta dod na quel terra ó que? mandás tud pa cadea, e se for presise b´sot capás.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.