Ribeira Brava assumiu a liderança do ranking do desemprego

16/04/2014 00:06 - Modificado em 15/04/2014 23:11

desemprego-1De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o relatório das Estatísticas do Emprego e Mercado de Trabalho, é um concelho da região Norte de Cabo Verde que continua a ser o líder da taxa de desemprego no país. A ilha de São Vicente que ocupava o primeiro lugar em 2012, de acordo com as estatísticas de 2013, cedeu o lugar ao Município da Ribeira Brava que passa a ser líder com uma taxa de 23,7%.

 

Para os munícipes da Ribeira Brava, o anúncio do INE, que o concelho é o que possui o maior número de desempregados, é sinal de preocupação e de alerta para as autoridades competentes. Por isso, apelam ao poder local que, juntamente com o Governo, terá de procurar soluções viáveis para reverter a situação, na medida que no espaço de um ano houve um aumento de cerca de 5% da taxa de desemprego, pois em 2012 era de 18,8%.

 

Mas, para encontrar uma justificativa para os números do INE, a população da Ribeira Brava suspeita que isso “se deve ao isolamento sistemático da ilha de São Nicolau, devido à falta de transportes marítimos e aéreos para a ilha, para além do encerramento de empresas na ilha e da perda de postos de trabalho por parte de alguns munícipes como consequência da crise económica”.

 

Ao receber o testemunho de líder do ranking de desemprego em Cabo Verde, Ribeira Brava é seguida pela cidade da Praia com 22, 8% e pela ilha de São Vicente que caiu para o terceiro lugar com 22,1%.

 

Outros centros urbanos do norte do país também registaram algumas diminuições como a Ribeira Grande, Sal, Boavista, Paul. Mas o desemprego também aumentou no Município do Tarrafal de São Nicolau e do Porto Novo na ilha de Santo Antão.

 

Na estatística geral, houve uma diminuição do desemprego nacional. A taxa que era de 16,8% em 2012 diminui para 16,4 em 2013. Ainda no mesmo relatório, a taxa de desemprego reside, na sua maioria, na faixa etária dos 15-24 anos com 34,5%, seguida de pessoas entre os 25 e os 34 anos, com uma taxa de 19,7%.

 

  1. Acho isto caricato, em termos percápitos o desemprego está mais em S.Vicente. Vejam está-se a falar de uma Ilha e não de uma pequena cidade da Ribeira Brava, portanto essa noticia não traz argumentos para isso não justifica. Não ha dados da população

  2. DiPraia

    Há uma ligeira diminuição do desemprego e uma elevadíssima subida da taxa de sub-emprego! O que é sub emprego? “Biskaites” sazonais que coincidentemente foi no período do inquérito. o INE tentou a todo o custo apagar o desastre nacional que é o desemprego, mas basta analisar os dados para facilmente entender que estamod tramados com este Governo- uma autêntica fábrica de desemprego -só não vê quem não quer. Tenho dito

  3. anonimo

    Em 2016 o PAICV ira ouvir a musica “hora di bai”

  4. Maria José

    Estatisticas manipuladas. Uma vergonha os técnicos do INE. Vergonha sim porque deixam-se ser manipulados pelo Presidente do INE que é deputado do PAICV.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.