GESP impede venda de droga

16/04/2014 00:05 - Modificado em 15/04/2014 23:08

cannabisNo dia 3 de Abril, o Grupo Especial de Segurança Prisional, GESP, sob a orientação da direcção da Cadeia de São Vicente apreendeu tacos de cannabis nesse estabelecimento prisional. O NN apurou que a gestão do presídio recebeu uma denúncia de que havia reclusos a vender droga na cadeia. Na sequência de uma operação relâmpago foram apreendidos tacos de cannabis escondidos no interior de uma sanita. Sabe-se que a droga entrou no presídio escondida num frasco de creme, através da companheira de um recluso que entregou o frasco a um agente prisional.

 

Durante as investigações realizadas pelo NotíciasdoNorte para apurar como é que a droga apreendida num frasco de creme por agentes prisionais na Cadeia de São Vicente deu entrada nesse presídio, este online apurou que “um recluso, conhecido por “Willy” ordenou à companheira durante a visita que os familiares fazem aos presos aos domingos, para que esta comprasse droga e a escondesse num frasco de creme e que depois fizesse com que o produto chegasse à sua posse, ocultando a droga de forma a não ser identificada durante as revistas”.

 

Factos

 

Na sequência da situação, a cidadã entregou o frasco de creme e um sabonete a um agente prisional, no sentido de entregá-los ao companheiro detido na Cadeia de São Vicente. Porém, sem saber que havia droga no interior do frasco, o agente em causa recebeu os produtos e “durante a revista não detectou qualquer produto ilícito. É que ao abrir o frasco em formato de uma garrafa, detectou uma loção de creme. Nada previa saber que havia droga dissimulada no frasco, por isso, foi feita a entrega ao respectivo destinatário”.

 

Denúncia

 

Com o frasco a chegar às mãos do recluso, este juntamente com mais dois comparsas, iniciou a venda de estupefacientes nos diversos sectores que compõem o estabelecimento prisional. Mas a situação foi denunciada à direcção da Cadeia que iniciou diligências para comprovar a veracidade dos factos.

 

A direcção da Cadeia de São Vicente ordenou a inspecção das celas de detenção e ainda, que os agentes da GESP passassem a “pente fino” os reclusos e os seus pertences. Na sequência de uma inspecção à ala de detenção dos jovens até aos 21 anos que cometem delitos, os agentes prisionais encontraram 18 tacos de cannabis escondidos num frasco que estava escondido no interior de uma sanita utilizada pelos reclusos.

 

Investigação

 

Com as averiguações, foram constituídos suspeitos três reclusos que cumprem pena por prática de crimes de furto e roubo na ilha de São Vicente. Os indícios apontam que receberam vários tacos de cannabis num frasco de creme e que, para além de terem consumido parte da droga, fizeram a sua comercialização no presídio.

 

A Polícia Judiciária foi accionada para investigar o caso para que os reclusos em causa e o “correio” sejam entregues às instâncias judiciais, para que lhes seja imputada a responsabilidade criminal, bem permitir a aplicação das medidas vigentes na lei.

 

O NN apurou que o agente prisional que recebeu o frasco foi ouvido no âmbito do processo e que os reclusos identificados durante a apreensão da droga vão ser sujeitos a procedimentos internos vigentes nas normas do estabelecimento prisional e no Estatuto dos Reclusos.

  1. Mario Leite

    Esses reclusos seguiram mesmo à letra o que está muito na moda nestes ultimos tempos o slogan empreendorismo. Uma forma de driblar a crise que alias nao existe em Cabo Verde que está graças a Deus e em especial aos nossos governantes “blindado contra a crise”.

  2. Tânia

    Esses tais Agentes do GESP, (Grupo Especial Segurança Prisional) já deram prova definitiva da sua extrema importância dentro do sistema prisional, pois essa força especial esta preparada para combater o crime dentro dos Estabelecimentos prisionais, nas escoltas de alto risco, estão altamente preparados para repor a ordem em caso de motim dentro dos E.P., agora o que não entendo é porque que a Direção Geral dos serviços prisionais, dissolveram a tal força especial?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.