PM reage a diminuição do desemprego: “conseguimos resistir a crise”

15/04/2014 07:37 - Modificado em 15/04/2014 07:37

jmn recandidatura 2013O primeiro-ministro, José Maria Neves, reagiu aos novos dados do desemprego no país, que apontam para o decréscimo da taxa de desemprego de 16, 8 por cento em 2012, diminui para 16,4 em 2013.

 

Para Neves apesar da crise e do seu impacte “conseguimos resistir”. E explica que os dados mostram que “com o aumento da população, economicamente activa, e com uma ligeira diminuição na taxa, quer dizer que foi gerado mais empregos e conseguiu-se resistir pressão negativa da crise”

Mas alerta que o país tem que continuar a trabalhar no sentido de acelera o ritmo de desenvolvimento para poder gerar mais emprego. “Com investimos nos factores de conectividade, como agua e saneamento, energia, algumas outras infra-estruturas básicas na ilha, como o complexo de frio, estaremos a criar as condições para acelerar o ritmo para criar mais emprego na ilha de São Vicente.

  1. Ondina Ramos

    Como era lógico e sabendo que somos simplesmente bons conseguimos driblar a crise. Uma vez mais demonstrada a nossa capacidade, competência, resistência, etc, etc,. Somos um exemplo para muitos países como Portugal, Espanha, França, etc,etc, que nao conseguiram resistir ao impacto da crise.Nós somos simplesmente “bodónas”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.