Jovem assassinada em Chã D’Cemitério estava referenciada como “caçubodista”

14/04/2014 00:16 - Modificado em 13/04/2014 23:22

policiaO NotíciasdoNorte prossegue as investigações para esclarecer o caso do assassinato da jovem Mileidy Santos na localidade de Chã D´Cemitério. A jovem de 21 anos, foi morta à facada, mas até ao momento, o autor do crime não foi detido pelas autoridades criminais. O NN sabe que a Polícia Judiciária investiga o caso e segue uma pista na investigação onde a vítima está referenciada pela prática do “caçubody”, isto é, assaltos na via pública.

 

Neste sentido, o cenário apontado de que se tratou de um caso de assalto seguido de homicídio, está a suscitar dúvidas na investigação criminal. “É estranho que um ‘caçubodista’ leve um ‘caçubody’. O móbil do crime numa situação dessa natureza causa estranheza, sugerindo que os factos podem mudar de figura, isto é, que pode haver outras razões por detrás desta morte da jovem de 21 anos”.

 

O NN apurou que a jovem moradora em Monte Sossego, atrás da Casa de Pomba era tida na ilha de São Vicente, como “menina de expediente”, inclusive na sua página na rede social, no Facebook, há fotos a darem essa indicação.

 

Quanto aos meandros do crime, estão a ser investigados pela PJ que procura esclarecer o mistério. Quem matou Mileidy? Qual o motivo? Estas duas perguntas, por enquanto, não têm resposta. Familiares e amigos não entendem como aconteceu e muito menos porque aconteceu. E a polícia científica, com base nos dados recolhidos durante a investigação, procura analisar os indícios e determinar em que circunstâncias ocorreu a morte da jovem de 21 anos.

 

Diligências

 

As investigações preliminares da Polícia Judiciária no caso do assassinato da jovem Mileidy Santos em Chã D´Cemitério, São Vicente, estão centradas no interrogatório dos cidadãos indicados como testemunhas no processo de averiguação. Segundo o que apurámos, o caso está a ser investigado de forma minuciosa para desvendar qual o motivo da morte da jovem e quem cometeu o crime, uma vez que o autor se pôs em fuga depois de ter agredido Mileidy com uma faca.

 

É certo que a Polícia Científica está a trabalhar no terreno e a seguir pistas que possam chegar à pessoa que matou a jovem à facada e cuja identidade é uma incógnita. Por agora, a PJ trabalha com vários cenários e, de acordo com as informações recolhidas na Polícia Judiciária, até ao momento não foi detido qualquer indivíduo cujos indícios apontem para a prática do crime.

 

  1. Carlos Ramos

    “Se na verdade” torno a repetir ” se na verdade” tratar-se de uma pessoa referenciada como cacubodista, a suposta primeira vitima de um ataque devera ter reagido em pura defesa e por isso nao deve ter receio de apresentar-se na Policia, pois em vez de ser condenado/a a
    população vai homenagea-lo (a) e pedir ao governo que “saia mais uma medalha” para este herói ou heroína.
    Os cacubodista devem compreender que a população está saturada com os seus ataques e com as simbólicas penas de TIR ou outras de igual teor, pelo que nao lhes resta outra solução senão fazer justiça com as suas próprias mãos.
    E como devem entender cada profissão tem o seu risco. “It’s all in the game”.

  2. Criolo Atento

    Não sejamos PRECONCEITUOS… Ela podia ate ser “menina de expediente”, mas eu tambem vi as fotos no facebook, de fato tem fotos ousadas como muitas meninas de São Vicente e nao só… mesmo assim não ha nada declarado que ela era “menina de expediente”.

  3. Geronimo

    como tinha escrito na noticia anterior ” esse caso é bastante delicado, mas será resolvido”

  4. atento S.Vicente

    Boa tarde Sr. Jornalista do NN que nao assinou esta noticia

    Essas noticias não devem ser colocadas assim. Mesmo que a miuda fosse o que fosse mas na ética profissional nao deviam ser colocadas para todo o mundo ler. Cada pessoa nasce para o que nasce. A miuda foi morta. A PJ está a fazer o seu trabalho. Agora é esperar o desfecho do processo e punir o autor seja de molde for.

  5. Nita Fortes

    Com efeito, estamos a imitar tudo do Brasil. Aqui mataram a Maria Bonita, agora hà que caçar o Virgolino “Lampião” para que o Bando fique desfeito.
    Pena ser uma jovem mas… “quem com Fogo brincar…”

  6. O facto de… não implica que…
    O mais importante de tudo é que ela era um ser humano como qualquer de nós.
    Srs. jornalistas, vós tendes que prestar muita atenção no que andam por aí a escrever. Muitas vezes deturpam notícias, outras nem sabem escrever como deve ser., Atenção… muita atenção…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.