Ataques a crianças: Cães perigosos ou donos perigosos ?

3/04/2014 07:36 - Modificado em 3/04/2014 07:36

PitbullApesar dos frequentes ataques provocados pelas mais diversas raças de cães consideradas perigosas, não existe nenhuma legislação que estabeleça regras de compra e de segurança para a posse desses animais. Qualquer cidadão é livre de possuir um pitbull, de criá-lo, de fazer negócio e de importá-lo. O ataque de cães a duas crianças recentemente levanta , de novo , o problema da legislação e da responsabilização para esses casos.

 

Segundo o veterinário Guilherme Oliveira, “um cão perigoso é um animal que, devido às características da sua espécie, comportamento agressivo, tamanho e potência da sua mandíbula, pode causar lesões ou morte em pessoas ou noutro animal. É considerado como um cão perigoso um animal que já mordeu, atacou ou ofendeu uma pessoa ou outro animal”.

 

Má influência

 

O pitbull é um cão forte. Infelizmente, as pessoas não sabem criar animais. Tudo depende da educação que o dono lhes der. Cada cão tem, na verdade, o próprio temperamento e personalidade, mas é tudo uma questão de criação.

 

Muitos dos pitbulls que atacam, “são mantidos presos durante muito tempo, são mal alimentados e stressados. Eles têm muita energia e necessitam de a gastar”. Outros animais são criados para competição, logo são os mais agressivos. Muitos também não são originais da raça, são misturados, o que prejudica o comportamento deles.

 

Nelsy Silva é dono duma cadela de raça staff de nome Killa e diz: “Possuo uma pitbull há 3 anos, é extremamente dócil, companheira, carinhosa, carente e obediente. Nunca atacou uma pessoa, criança ou animal. Pelo contrário, fica super animada querendo brincar. Ando com ela sem boquilha, porque magoa e deixa-a super agitada e stressada, ela nunca teve um comportamento que chegasse a parecer violento na rua. Por mais que o pitbull tenha a tendência a desenvolver um comportamento mais agressivo, muitas vezes, o problema está no dono”.

 

Casemiro, mais conhecido por Ninha, comercializa cães pitbull e diz que, actualmente, a venda desses animais está fraca pelo facto de muitas pessoas já possuírem um ou mais cães de raça. Normalmente, cada cão de raça custa 20 mil escudos, são vendidos com 1 a 2 meses de vida. O mesmo assegura que “as crias são vacinadas antes de serem entregues aos donos e que não faz cruzamento de raças diferentes. A maioria vai para as ilhas, em particular, para a cidade da Praia onde existe uma maior frequência de luta de cães, com hora marcada, assim como fazem noutros países”.

 

Diz que em São Vicente já não existe a prática da luta de cães. Raramente acontece que um dono leve o seu pitbull para tomar banho na praia dos cães e encontre outros cães e os ataque.

 

É importante que os donos tenham muito cuidado em não incentivar comportamentos agressivos.

 

Guilherme Oliveira, veterinário, deixa alguns cuidados a ter ao adquirir um cão de raça considerado violento.

Conhecer bem a origem e o perfil da personalidade da raça;

Ler muito sobre a raça escolhida;

Trocar ideias com pessoas que já possuem a mesma raça;

Procurar um veterinário e informar-se antes de adquirir;

Socializar o animal com pessoas e outros animais, para que o animal as possa aceitar;

Apresentar algo de novo;

Fazer caminhadas para queimar energias;

Não isolar o animal;

Criar o animal num ambiente próprio;

Tomar todas as medidas de segurança (uso de coleira, peitoral e boquilhas).

  1. Luis Geronimo

    vai o tempo que os cães eram mantidos amarrados num quintal. O que eu digo é que uma pessoa deve ter cuidados redobrados com qualquer cão, seja de qualquer raça .
    Mas é dever do cidadão denunciar essas rinhas de cães, e os juristas deviam elaborar umalei nessa matéria.

  2. Vadinho

    Começam por falar de “raças perigosas” acabam por sentar no pitbull, então a designação “raças” está errada, devendo ficar “raça”…Pergunto, porquê pitbull raça perigosa?? porque não um rafeiro? porque não um chihuahua? porque não o próprio ser humano? porque não culpar o tal vendedor aí que vende para qualquer um que lhe aparece à frente com 20 contos? … É fácil culpar o animal!.. com 45 dias o novo dono já pode levar para sua casa o cãozinho, daí a responsabilidade de educação é de quem?

  3. Maria Fortes

    Principalmente nas praias de Laginha, Pedra deDoca, Cova de Inglesa, alias por toda a cidade vê-se esses tipos de pessoas, especialmente ligadas ao narcotrafico e outras actividades ilícitas passeando descontraidamente com esse animais aterrorizando as pessoas.
    E as autoridades nada fazem pois parece tambem que ou têm medo ou as leis até agora nao punem tal.
    De qualquer forma já é tempo que algo seja feito pois daqui a pouco será bastante tarde.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.