Batuque FC alinha equipa Sénior com jogadores da formação

2/04/2014 07:40 - Modificado em 2/04/2014 07:40

jovens formados no Batuque Fc defende as cores da equipa SéniorO Batuque Futebol Clube, da ilha de São Vicente continua a ser dos clubes cabo-verdianos que mais aposta no futebol de formação. E a prova desse incentivo do trabalho com crianças e adolescentes, é o facto de todos os anos, os axadrezados ingressarem vários jovens na equipa Sénior, que disputa o campeonato Regional em São Vicente. E no jogo de despedida da época 2013/14 diante do Amarante, o Batuque fez alinhar onze jogadores das camadas de formação: facto insólito e inédito nos campeonatos regionais de Cabo Verde.

 

No domingo, o Estádio Adérito Sena, na cidade do Mindelo acolheu o jogo entre Amarante e Batuque FC, partida que encerrou a época 2013/14 do campeonato da 1ª divisão em São Vicente. Do lado do Batuque se notou uma diferença a cerca dos jogadores escolhidos para defrontar os amarantinos. A equipa técnica comandada por Piki, Nhela e Djodje apostaram em produto dos escalões de formação para defender as cores dos axadrezados.

Com idades compreendidas entre 17 e 20 anos, alinharam o capitão Vady, o guarda-redes Romy, Yuran, Ericksson II, Michel, Robinson, Pança, Cicinho, Klev´s, Maky e Ericksson. Parte destes jovens, que continuam a fazer a sua formação no Batuque FC fizeram a sua estreia num jogo onde venceram por uma bola a zero.

Os axadrezados mantêm a sua filosofia de apostar nos mais novos. E, com esta oportunidade de alinhar pela equipa Sénior, na próxima temporada, esses atletas têm a porta aberta para fazerem parte do plantel da equipa principal. De acordo com a equipa técnica, são jogadores que demostram ter uma potencialidade, que respeitam a filosofia do clube e que estão a delimitar um caminho para singrar no futebol.

Filosofia

O presidente do Batuque FC, João José Cardoso da Silva, conhecido por Jota esteve no estádio a acompanhar o jogo dos “pupilos” dos escalões de formação. Jota gostou do comportamento dos atletas em campo e assegurou que o Batuque não se descurará da sua filosofia, que ditou a criação do clube: a aposta na formação do atleta para que aos 17, 18 ou 19 anos seja integrado na principal equipa.

Segundo Jota “o futuro do futebol passa pela formação de crianças, adolescentes e jovens, pois, eles é que serão o pilar da principal equipa e do futebol cabo-verdiano. Temos o privilégio de ser a única equipa em São Vicente, que em jogos da primeira divisão faz alinhar produtos da casa. E, vamos prosseguir com a aposta nos atletas da formação, porque esse método de trabalhar no futebol tem dado os seus frutos. Pois, é da formação que se consegue potencializar e capacitar o atleta para ter um futuro melhor”.

  1. A aposta nesses escalões será uma mais valia, tendo em conta que o futebol de S.Vicente está muito aquém do desejado, vi há dias o Mindelense e Derby a jogar foi um desastre, a qualidade das equipas é fraca ao contrario das outras equipas do Sporting da Praia, Paulense e Académica do Porto Novo que estão agora mais fortes e com excelentes jogadores. O Derbi e o Mindelense Estes que vão apresentar S.Vicente no campeonato Nacional têm que preparar mais em termos fisicos e técnica.

  2. Mindelense

    Parabéns a uma das poucas, se não a única equipa de Cabo Verde que na sua escalação, mete 100% de jogadores de escalões de formação. Infelizmente as outras equipas apostam no produto acabado, e que infelizmente, na maioria das vezes são jogadores com muitos vícios e causam instabilidade em alguns times. Não é a toa que o Batuque é a única equipa que consegue, todos os anos, colocar entre 6 a 8 jogadores da sua equipa no futebol profissional no estrangeiro, a filosofia deles é de trabalho.

  3. Acho que para o bem do futebol de S.Vicente, que todos os clubes federados deveriam fazer o mesmo, terem uma escola de formação de escalões, porque essa ilha tem muitas crianças talentosos e fazer com que essa cultura desportiva ser um incentivo para eles para mais tarde quando crescerem, e como todos nós sabemos quando não há uma mão amiga para ajudá-los a tendência é encaminhar para diferentes vicios. Portanto há que fazer um investimento forte nestes clubes através do Governo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.