Casa para Todos 78 famílias receberam as chaves : “tenho uma casa para me agasalhar”

31/03/2014 07:52 - Modificado em 31/03/2014 07:52

No âmbito do programa “Casa para Todos”, 78 famílias receberam ontem as chaves das suas novas habitações na zona da Ribeira de Julião, São Vicente.

 

Segundo o Ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, Antero Veiga, a ilha de São Vicente vai ser contemplada com a construção de 900 casas, tendo sido já construídas 300.O projecto está orçado em três milhões e duzentos mil contos.

O acto da entrega aconteceu contou com a presença de Antero Veiga, Ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, Augusto Neves, Presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Paulo Soares, Presidente do IFH e, ainda, D. Ildo Fortes, Bispo da Diocese do Mindelo.

O Ministro Antero Veiga considerou o dia como um dia “de grande viragem e início de uma nova etapa, nova vida para muitas famílias, porque o objectivo do Governo é fazer com que as pessoas beneficiem das casas o mais depressa possível”. Um projecto que merece continuação para poder ajudar principalmente as famílias com menores rendimentos”, considerou Antero Veiga.

 

casa-para-todos

  • A-ansiedade-estampada-nos-rostos-dos-presentes

  • A-felicidade-estampada-no-rosto-de-Emanuela-ao-abrir-a-porta-da-sua-casa

  • A-felicidade-no-rosto-dos-beneficiários

  • Antero-Veiga-Ministro-do-ambiente-habitação-e-ordenamento-do-território

  • As-casas-estão-prontas-para-habitar

  • As-chaves-estão-comigo

  • Beneficiario-alegre-recebe-as-chaves-das-maos-do-presidente-do-IFH

  • Beneficiarios-anciosos-aguardam-a-mais-esperada-entrega-das-chaves

  • casa-de-banho

  • Centenas-de-pessoas-participaram-do-acto-da-entrega-das-chaves-1

  • Com-as-chaves-nas-maos-Emanuela-nao-resiste-a-grande-emoçao-e-chora

  • Preservar-o-meio-ambiente-com-a-palantação-de-uma-árvore

  • Presidente-Augusto-Neves-alegre-abraça-uma-das-beneficiários

  • Presidente-da-Câmara-de-S.-V-e-o-Bispo-D.-Ildo-Fortes-atentos-ao-discurso-do-Ministro-Antero-Veiga

  • Presidente-do-IFH-cumprimenta-uma-beneficiária

  • Responsavéis-parabenizam-os-beneficiários

  • Um-grande-abraço-de-agradecimento

 

 

O Ministro comunicou ainda em primeira mão que, como medida de inclusão social e promoção de maior justiça social e de salvaguarda dos interesses sociais, o Governo decidiu alargar os tectos das classes. As famílias com rendimento entre 0 a 40 mil escudos seriam discriminadas, pelo que, assim sendo, a classe A passou a ser de rendimento de 0 a 60 mil escudos, a classe B, de 60 a 120 mil escudos e a classe C de 120 a 250 mil escudos”.

O Presidente do IFH, Paulo Soares, realçou a importância da construção dessas habitações que “servirão para criar melhores condições para as diversas famílias que receberam as chaves e a todos os cabo-verdianos que abraçarem ao projecto para melhorar a qualidade de vida, no sentido de diminuir o problema do desemprego e da falta de habitação”.

Para o presidente da Câmara de São Vicente, Augusto Neves, “o programa ‘Casa para Todos’ diminui os problemas da Câmara e contribui para ajudar as famílias a obterem as próprias habitações”.

O momento foi de emoções fortes por parte das pessoas que tomaram posse das casas.

Emanuela Betânia, uma jovem de 25 anos, mostrou-se emocionada: “não sei o que dizer. A partir de hoje eu e os meus, contamos com um tecto para nos abrigar, porque já passámos por muitas dificuldades, morávamos numa casa sem quaisquer condições, o tecto já estava a cair e na época das chuvas, dormíamos em casa dos vizinhos. Agora, já posso dizer que tenho casa para me agasalhar”.

“Estou muito satisfeita por ter recebido hoje as chaves da minha casa. Realizou-se o sonho de ter casa própria. Vivia num quarto alugado onde pagava 6 mil escudos e tinha muitas dificuldades em pagar a renda”, adianta Zenaida.

O acto da entrega que teve lugar , no passado sábado , contou com a presença de Antero Veiga, Ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, Augusto Neves, Presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Paulo Soares, Presidente do IFH e, ainda, D. Ildo Fortes, Bispo da Diocese do Mindelo

  1. António dos Santos

    O enquadramento noticioso foi feito na componente emotivo:GENTE QUE VIVIA MAL QUE PASSARAM A VIVER BEM PAGANDO uma renda simbólica. Falta fazer a da RAZÃO. A verdade é que pessoas com posses para comprar essas casas estão a desvincular dos compromissos antes assumidos. É o Ministro a pedir que as pessoas não desistam das inscrições. QUANTAS PESSOAS ESTÃO DISPONIVEIS, COM SALÁRIO ÀCIMA DOS 120 CONTOS, A COMPRA-LAS? Acabamento mediocre, quartos reduzidos e corredores enormes. Eu não aconselharia.

  2. Maioria de emigrante pode comprar um desses moradia para passar ferias!

  3. Manuel Joaquim

    (…)
    É patriota, as leva leva o apelido SANTOS, MONTEIROS, VEIGAS, CORREIAS, LIVRAMENTOS, SILVAS, FONSECAS, etc. e como ninguém sente CV no coração, é experto em tudo e acha-se no direito de vir ao circo dizer aos esfarrapos o que devem fazer Ee como devem sentir-se. Acabamento medíocre, quartos reduzidos e corredores enormes. Assim vai a mentalidade dos chupadores de limão. A banda continuara passando e os cães ladrando. AMEM

  4. Manuel Joaquim

    Com a entrega das casas (CASA PARA TODOS), somos obrigados a aturar o CLASSICO IDIOTA crioulo. Já tem casa própria, carros na garagem, uma conta gorda no Banco, esconde atras de uma estrela ou ventoinha ou então é adepto daquele senhor de barba branca que se diz cristão, tem duas, três ou Mais avenças. (continua)

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.