PN aperta o cerco aos gatunos

25/06/2012 00:16 - Modificado em 25/06/2012 00:19

O roubo de motociclos na ilha de São Vicente está a preocupar os cidadãos, na medida que esta situação deixa avultados prejuízos para os proprietários. Para alterar este cenário, as autoridades policiais estão a fazer cerco aos larápios. De modo que as unidades da PN já apreenderam cerca de 30 motos, nos últimos seis meses.

 

A proliferação de casos de roubo de motociclos na cidade do Mindelo fez com que as autoridades policiais adoptassem medidas para deter os gatunos. Porque os autores dos roubos buscam soluções para camuflar quaisquer sinais que possam indiciar o furto. E de facto a maior dificuldade na recuperação das motas deve-se a adulteração dos chassis e modificação da sua estrutura exterior.

O NN apurou que após o assalto, os responsáveis fazem a desmontagem das peças exteriores e adulteram a inscrição, de modo que o motociclo fique irreconhecível aos olhos do proprietário e das autoridades. Por isso para driblar esta situação a PN têm apertado o cerco aos indivíduos que transitam em motociclos com essas características.

Por outro lado a Polícia Nacional adoptou uma estratégia com base em operações de fiscalização no trânsito, mas também com incursões nos bairros de São Vicente, onde passam pente fino aos indivíduos que estejam na posse de motas, scooters ou lambretas.

Segundo a PN “trata-se de diligências com o propósito de identificar motociclos com proveniência de uma acção ilícita. Nos casos de suspeitas a postura dos agentes tem sido a apreensão para sabermos onde essa pessoa adquiriu esse veículo. Temos descoberto alguns motociclos com chassis e inscrição adulterados. E no final das averiguações acabamos por descobrir que foram roubadas na via pública”.

Mas a verdade é que quem sofre são os proprietários, porque aquando da recuperação têm que arcar com os prejuízos. Porque os larápios desmantelam esses motociclos e por vezes desfazem-se das peças atirando-as nos contentores ou nos carros de recolha de lixo. E quando apresentam queixa contra os sujeitos, as autoridades judiciais limitam-se a aplicar-lhes Termo de Identidade e Residência e posteriormente o pagamento de uma indemnização que não compensa os danos.

  1. Mindelense

    Pois é Sr. Valter Brito, tenho uma idéia melhor do que colocar alarme nas motos, montar um sistema de quando o indivíduo começar a mexer na moto, soltava um gás tóxico que provocaria uma lesão grave no sistema respiratório, em que o bandido caia no chão por umas 48hrs, ou então era só ir esperar no banco de urgência quem iria chegar com uma intoxicação grave.

  2. Djê Guebara

    A melhor ideia minha dar um tiro nas pernas para que sejam coxos para sempre. Porque tenho o meu filho la no Fernando pau que se chama Nito que trabalha de mecanico na oficina de Pipocas la no Monte, eu nao desejaria que ninguem o roubar a mota de el.Desde da Florida Dje Guebara.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.