Prostituição infantil-juvenil: o relatório do Departamento de Estado dos EUA denuncia e governo minimiza

28/03/2014 00:36 - Modificado em 28/03/2014 00:37

prostituição infantilNum retrato com rosto, o relatório do Departamento de Estado sobre o tráfico de pessoas revela aquilo que o Governo e a Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania insistem em minimizar . Pior: não querem admitir. Isso apesar das denúncias dos órgãos de comunicação social e das queixas que chegam à Polícia Nacional, à PJ e ao Ministério Público.

 

Mas a sociedade cabo-verdiana sabe aquilo que agora os EUA revelam, isto é, que “o turismo sexual, às vezes envolvendo crianças que se prostituem, é um problema crescente em Cabo Verde”. Mas o relatório confirma a situação das crianças que estão nas ruas: “as crianças de rua estão vulneráveis à criminalidade e, em não raras ocasiões, à prostituição”. E, neste aspecto, o relatório é “benevolente” com a realidade, pelo menos em São Vicente e na ilha do Sal, tendo em conta que são sobretudos crianças e adolescente que alimentam a prostituição que serve os cidadãos nacionais, da costa de África, turistas e os marinheiros das frotas estrangeiras que aportam nessas ilhas. Isto para falar não de estudantes universitárias que se prostituem com “Titios” para pagar propinas ou ter roupa e comida. Ou ainda das garotas “bem parecidas” que alimentam festas exclusivas pagas com petrodolares.

 

O citado relatório rompe com o silêncio quando acusa o Governo de fazer pouco perante o flagelo: não desenvolveram esforços para identificar as vítimas do tráfico, nem para reduzir o apelo ao comércio e turismo sexual envolvendo crianças que, por lei, passa a ser um crime de abuso sexual a menores”.

 

Puxão de orelhas

 

A verdade é que este relatório é mais uma advertência para um Governo sem respostas para os meninos e meninas que são explorados na prostituição em Santa Maria, Praia e Mindelo. O Governo entrou num jogo de profecias, decide não agir, virando as costas a um problema que é recorrente e que envolve crianças e adolescentes deixados no esquecimento e que prosseguem a sua caminhada na prostituição.

 

E também para uma Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania que insiste em continuar a trabalhar apenas no conforto do gabinete com ar condicionado na cidade da Praia e está com os olhos vedados, insistindo em não querer olhar para as crianças que são arrastadas para o turismo sexual e para o crime em Cabo Verde.

 

Cenário

 

A realidade é que a prostituição infantil em Cabo Verde tem rosto: “no caso do Mindelo, se à noite observassem as ruas com um pouco de paciência ficariam a saber porque é que as menininhas “dão café”. Ficariam a saber que quem dá café, são menininhas que não chegam aos 17 anos e que “dar café” significa fazer “sexo pelo preço de um café”. Ficaria a saber que a prostituição infantil, pelo menos no Mindelo, não é obra de ficção. Onde as adolescentes engatam os marinheiros chineses e coreanos. Na Av. Marginal ou Rua 5 de Julho iria ver as crianças que procuram sexo oral por 100, 200 ou 300 escudos. E se continuasse à procura, poderia encontrar um ou mais “titios” que sustentam adolescentes a troco de sexo”. E não precisariam ir a Santo Antão comprovar o secular abuso sexual de crianças coberto por um vergonhoso silencio de quem abusa , de quem é abusado e de quem sabe que se abusa sexualmente de crianças .

 

O NotíciasdoNorte relata casos onde crianças e adolescente deixaram os bancos da escola para se prostituírem. Teresa, Mirela, Josi deixaram os “bancos da escola” porque tiveram filhos, porque não tinham condições ou porque quiseram e resolveram dedicar-se à prostituição. Como elas, existem dezenas na cidade do Mindelo. Elas estão a revolucionar o mercado com uma nova abordagem. Vão à procura dos clientes que circulam de carro em determinadas zonas da cidade e praticam preços considerados baixos.

.

  1. Atento

    Sta maria, Praia e Mindelo, ondé que ta fca Boa Vista, ali é uma tristeza. É so vindo pa oia.

  2. Andrea Fortes

    “Crianças sao flores da revolução”. Maldita a hora que esta frase foi formulada. E os homens, nao esquecer tambem as mulheres, estonteadas com os slogans ilusórios da revolução perderam todo o controlo sobre o seu desejo sexual.
    Milhões foram investidos em campanhas de consciencialização sobre uma reprodução responsável, milhões foram investidos em artigos anti conceptivos, dinheiro perdido, tempo perdido.
    O libido incontornável e indomavel falou mais alto. A cabeça deixou de funcionar, a noção de responsabilidade desapareceu e o resultado está à vista de todos.
    Uma paternidade irresponsável, crianças trazendo ao colo crianças, miséria alargada e o pior ainda essa explosão duma população jovem e sem nenhuma perspectiva vai funcionar como uma bomba atómica debaixo desta sociedade.
    Crianças que na verdade deveriam ser umas flores e como tais tratadas, pois nao pediram para vir para este mundo, foram finalmente as maiores vitimas da revolução.

  3. Grishnack

    Excelente aritgo e muito bem escrito, Sr. Jornalista. Parabéns. O pior cego é aquele (JMN) que não quer ver. País de Desenvolvimento Médio!!!!!!

  4. Vanina Dias

    Sociedade Cabo-verdiana não vamos deixar somente as entidades competentes resolverem esta vergonha. Vamos nos juntar: mulheres que devem pensar bem antes de pensar ter um filho se não tem condições para dar uma vida digna, país têm consciência que estão educando o futuro de amanha, Homens tenham vergonha na cara, “brio” para deixarem de pagar para terem sexo. População Denuncia.Pensa que um dia poderá ser um familiar nesta situação.
    Governo vamos controlar as ruas e aplicar leis mais rigidas

  5. denúncia

    Os casos de agressão sexual e turismo sexual só poderão diminuir quando a sociedade entender que todos são responsáveis, a partir do momento em que tenham conhecimento dos casos. Assim, se o relator desta notícia tem conhecimento de casos concretos de crianças envolvidas em prostituição infantil, deveria denunciar às autoridades. Todos somos responsáveis, não apenas o Estado ou outras instituições.

  6. cmt

    ESTAR Á FAZER INQUÉRITO SE OS SV SÃO AFRICANOS OU NÃO PELO AMOR DE DEUS E ESSES SV IGNORANTES QUE É 66% RESPONDEM…EM SANTIAGO E OUTRAS ILHAS TB TEM IGNORANTES, ESTAR Á DIZER DE QUE “BADIU” QUE É AFRICANO FICO CONTENTE EM SABER DE QUE VOCÊ SENTEM COMPLEXO DE INFERIORIDADE JUNTO DE OUTRAS PESSOAS DE PELE CLARA DENTO DO VOSSO PAÍS.VOCÊS SENTEM COMO ESCRAVOS DELES E MUITOS DELES SÓ QUEREM SEXO (PROSTITUIÇÃO),DROGA E..EM SANTIAGO SENTIMOS QUE SOMOS AFRICANOS DENTRO DO NOSSO PAÍS, E O NOSSO GOV.

  7. cmt

    ( CONT ) TEM DE TER UM MEDIDA MESMO FORTE RADICAL 0 TOLERÂNCIA COM O CARTÃO POSTAL DE DE SV QUE SEXO BARRATA-PUTARIA, DROGA, PARÓDIA.. AÍ VOCÊS VÃO VERDE SE SÃO OU NÃO AFRICANOS SEUS IGNORANTES…TRABALHEM E DEIXEM DE ARRANJAR DESCULPA NO GOV.JÁ TIVEMOS GOV DE ILHA DE FOGO EM CERTO MODO DE SV E ESTE É ÚNICO QUE É BADIU MESMO DE INTERIOIR DE SANTIAGO.UM GRUPO DE BADIU NÃO É UM TODO…POR PENSAREM ASSIM MAIS UMA VÉZ SUE BURROS, IGNORANTES ESSAS MULHER DE LENÇOS NA CABEÇAS E COM ALGUIDAR POR CIMA É

  8. cmt

    (CONT) PARA PAGAR PROPINAS DOS FILHOS PARA NÃO IREM PROSTITUIR.SE PARA PAGAREM PROPINAS COMO TEM ACONTECIDO . VOCÊS GOSTAM DE BOA VIDA-FÁCIL

  9. Nergal

    cmt este artigo não é sobre ser ou não africano seu santiaguense ignorante e sujo, mas sim sobre prostituição em cabo verde.A tua ilha tambem tem prostituição não é preciso ler o artigo para confirmar as ilhas mensionadas.Existe prostitutas em todo o cabo verde.Talvés se sonegássemos impostos,traficassemos drogas como a maioria dos badius não existiria tanta prostituição em SV porque haveria dinheiro para viver desafogadamente.

  10. Nergal

    cmt este artigo não é sobre ser ou não africano seu santiaguense ignorante e sujo, mas sim sobre prostituição em cabo verde.A tua ilha tambem tem prostituição não é preciso ler o artigo para confirmar as ilhas mensionadas.Existe prostitutas em todo o cabo verde.Talvés se sonegássemos impostos,traficassemos drogas como a maioria dos badius não existiria tanta prostituição em SV porque haveria dinheiro para viver desafogadamente.
    Responder

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.