Paul Walker seguia a 150 km/h antes de acidente fatal

27/03/2014 17:35 - Modificado em 27/03/2014 17:35
| Comentários fechados em Paul Walker seguia a 150 km/h antes de acidente fatal

paul walkerO acidente que provocou a morte do ator Paul Walker foi causado por excesso de velocidade e não por qualquer falha mecânica, concluiu o Departamento do Xerife do condado de Los Angeles após quatro meses de investigação. O Porsche GT, conduzido por Roger Rodas, circulava a velocidades entre 130 e 150 quilómetros/hora antes de se despistar e chocar contra várias árvores.

 

“Os investigadores determinaram que a causa da colisão do veículo foi velocidade insegura para as condições da via”, afirmou o comandante do departamento do Xerife, Mike Parker, através de uma declaração pública.

 

Mike Parker afirmou ainda que o modelo de 2005 do Porsche GT tinha sido modificado para aumentar a potência. A investigação concluiu que não havia situações prévias que pudessem ter causado o acidente.

 

O limite de velocidade no local do acidente, em Santa Clarita, noroeste de Los Angeles, era de 72 km/hora. Não há testemunhas do acidente pelo que os investigadores do Departamento do Xerife e da Patrulha Rodoviária da Califórnia utilizaram câmaras de segurança na zona para recolher provas.

 

Paul Walker, de 40 anos, morreu de lesões traumáticas e queimaduras e Roger Rodas, de 38 anos, morreu de múltiplas lesões traumáticas no acidente ocorrido no dia 30 de novembro, concluiu o relatório oficial da autópsia, conhecido em janeiro.

 

A investigação não encontrou vestígios de álcool ou drogas nos corpos de Walker e de Rodas e determinou que estes usavam cinto de segurança e que os “airbags” foram ativados.

 

Os investigadores solicitaram ainda a colaboração da Porsche e da Michelin.

 

 

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.