Tudo como dantes ou quase

26/03/2014 07:11 - Modificado em 26/03/2014 07:11
| Comentários fechados em Tudo como dantes ou quase

assembleia nacionalO sector das pescas esteve em destaque no período antes da ordem do dia no Parlamento, depois de uma intervenção política do deputado do PAICV eleito pelo círculo de São Vicente, Alexandre Novais. Na sua óptica, esta actividade tem ganho cada vez mais expressão na economia do país, com uma capacidade de captura a aumentar, “constituindo cerca de oitenta por cento das exportações, dando um contributo significativo para o equilíbrio da balança de pagamentos”.

 

E enaltece as políticas de pesca, a melhoria na qualidade do pescado e do tratamento, a criação de legislação para o sector e a organização da indústria pesqueira que vai ajudando a consolidar o sector.

 

Apesar das outras bancadas acreditarem no grande potencial da indústria pesqueira, levantaram alguns pontos de discordância em relação às declarações do deputado do PAICV. Jorge Santos do MpD, diz que em relação a 2001 o sector da pesca desceu a sua representatividade no PIB. Mas coloca o dedo na ferida chamada Interbase. Para Santos, desde o acidente da Interbase, há cerca de seis anos, o Governo promete capacidades logística e de frio para São Vicente e Cabo Verde e nada.E diz que esta ausência de infra-estruturas de frio como a Interbase, trouxe graves prejuízos ao desenvolvimento das pescas.

 

Para António Monteiro da UCID, “temos de pôr as mãos na massa e disponibilizar recursos porque precisamos de frotas modernas que possam competir com os nossos parceiros que pescam nas nossas águas”. E é directo ao afirmar que “é preciso investir fortemente”.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.