O desenvolvimento de Cabo Verde passa pela redução da pobreza

24/03/2014 00:07 - Modificado em 24/03/2014 00:07

A Academia MpD pretende ser um espaço de debate entre o partido e a sociedade civil. A primeira aula magna teve lugar no Mindelo, e teve como primeiro “professor” o presidente do partido, Ulisses Correia e Silva, com o tema visão política do MpD para o desenvolvimento de Cabo Verde.

 

  1. Carlos Ramos

    O maior erro que as elites caboverdianas estao cometendo é a sua total cegueira perante as desigualdades sociais que cada vez sao mais claras e a sua ganância e obsessão incontrolavel na obtenção de cada vez mais riqueza material utilizando todos os meios, legais (tudo o que é legal nao é ético) e ilegais.
    A exibição de riqueza é simplesmente pornográfica. A pobreza que se alastra é visivel por todos os lados. Mas o que eles, os usurpadores esquecem ou fingem esquecer é que essas massas desprotegidas e exploradas, essas massas aparentemente dóceis e mansinhas podem transformar-se de um momento para outro no combustível ideal para uma Primavera Crioula.
    E aquilo que lhes foi negado, melhor dizendo roubado, será um motivo, um impulsionador para os retirar da letargia e exigirem, a bem ou a mal, o que lhes é negado.
    Podem dormir descansados nas suas mansões, podem circular com a cara fechada, zangada, com o nariz empinado, com toda a seu orgulho nos seus carrões de alta gama (uma perfeita aberração para um País que vive de esmola internacional e dividas) pois pode ser que um dia, talvez nao muito tarde, serão acordados abruptamente quando esses explorados lhes baterem a porta nao pedindo esmolas mas exigindo o que lhes foi negado para nao dizer roubado e estorquido.
    E essas massas andam apenas à espera dum “Capitão Ambrósio” e esse Capitão Ambrósio, surge sempre e ironicamente no seio das elites. Quem sabe se esses médicos irreverentes e nao conformistas com todas essas injusticas e desigualdades sociais são os anunciadores duma Primavera Crioula?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.