Demasiado cara

24/03/2014 00:14 - Modificado em 23/03/2014 23:35

aguaA falta de água canalizada é um problema que muitos mindelenses enfrentam no seu dia-a-dia. Na zona de Espia, muitas pessoas dizem que a água que compram nos carros de abastecimento de água ou em casas de vizinhos é muito cara. Os entrevistados do NN dizem que querem ter água canalizada para pouparem dinheiro.

 

Vários moradores de Espia não têm água canalizada, pelo que se abastecem nos carros, nas sentinas ou nas casas de vizinhos, mas a dificuldade está na compra de água. As pessoas entrevistadas pelo NN adiantam que a água comprada nos auto-tanques ou nas casas de vizinhos é muito cara. Cláudia Nascimento diz que o preço da água está cada dia mais caro, “não sei quanto custa uma tonelada de água na Electra, mas o meu tanque suporta três toneladas de água e os condutores recebem três contos para o abastecimento”. Cláudia acha o preço muito alto mas segundo ela, tem de pagar porque não quer ficar sem água.

Silvia Sousa também compra água através dos carros de abastecimento e acredita que o dinheiro que paga nos carros é o dobro da água fornecida pela Electra. Para ela, os condutores desses carros aproveitam-se porque sabem que as pessoas precisam de água.

Helder Lima e Cátia Sousa moram juntos e preferem comprar água nas sentinas, para pouparem dinheiro. Adiantam que vão comprar água nas sentinas de outras zonas, porque a água dos carros e da casa dos vizinhos é muito cara. Helder dá um exemplo, “um balde de 20 litros numa sentina custa 15$ e em casa de vizinhos custa de 20 a 25$. Temos de procurar o mais barato”. O casal diz que já pediu a ligação da água à Electra, mas estes dizem que o despacho ainda está por sair e enquanto isso, têm de procurar onde comprar água mais barata.

Sueli diz que é necessário ter água canalizada rapidamente, porque “é um bem de primeira necessidade e não podemos viver sem ele”.

  1. Fernando

    Agua canalizada e saneamento básico são um direito que todo o ser humano deve ter.

  2. CidadaoCV

    Pois é … sr jornalista, “pobreza chama pobreza”. Estas pessoas por não terem condições financeiras para terem água canalizada em casa, compram água por baldes, cujos preços são três a cinco vezes mais caros. Para terem uma ideia; três toneladas de água na Electra custam cerca de 960$00, incluído iva e aluguer de contador. Uma tonelada de água nos “carros de água” custa cerca de 1000$00, quando não há escassez.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.