Cinco anos de prisão para mulher detida na posse de um quilo e meio de cocaína

19/03/2014 07:35 - Modificado em 19/03/2014 07:35
| Comentários fechados em Cinco anos de prisão para mulher detida na posse de um quilo e meio de cocaína

prisão9O Juízo Crime continua a punir as pessoas que entram em Cabo Verde na posse de droga para fornecer os “suspeitos traficantes”. O caso de uma mulher de 35 anos detida na posse de 1,5 kg de cocaína no Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, ilha do Sal, culminou na sua condenação. Pela sua conduta, a arguida viu o Tribunal condená-la a uma pena de cinco anos de prisão, isto, pela prática de tráfico de estupefacientes de maior gravidade.

 

O Tribunal da Comarca do Sal proferiu a leitura da sentença de um processo-crime que acusava uma mulher, natural da ilha de Santiago, do crime de tráfico de estupefacientes. A mulher chegou à ilha do Sal em Fevereiro de 2013, proveniente do Brasil e foi detectada pela Célula Aeroportuária Anti-Tráfico que cumpria uma acção de controlo de entrada de estupefacientes nos aeroportos internacionais de Cabo Verde.

 

No âmbito dessa operação de combate ao tráfico de droga, a PJ detectou 1,5 kg de cocaína que a cidadã trazia em frascos de creme com fundo falso. Detida em flagrante delito, por decisão do Tribunal ficou a aguardar o desfecho do caso em prisão preventiva.

 

O juiz que procedeu ao julgamento baseou a sua sentença nas provas apresentadas pelas autoridades que realizaram a investigação e no depoimento da arguida que confessou o crime e das testemunhas arroladas ao caso. Neste sentido, a medida de pena foi aplicada na base da lei que pune o cidadão que comete o crime de tráfico de estupefacientes. Por isso, a arguida que já cumpria prisão preventiva vai continuar detida na Cadeia do Sal, mas agora em regime efectivo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.