Maria: um retrato de pobreza num país que será próspero em… 2030

19/03/2014 06:44 - Modificado em 19/03/2014 07:00

Maria Teresa Rodrigues, 86 anos, mora na Bela Vista e a sua pele enrugada retrata uma vida de trabalho. Mas hoje está confinada a sua casa com vários problemas de saúde que a impossibilitam de sair. Vive de uma pensão de quase cinco mil escudos que diz que vai dando, mas que é insuficiente paras as necessidades básicas.

 

Vive com o filho que sem emprego não consegue lhe proporcionar as melhores condições. A casa onde mora é coberta de chapas e deixa entrar geada que não é o maior problema que entra nessa casa. Maria um retrato comum de miséria , de pobreza num país que ” será próspero em… 2030 , como quer o Primeiro-ministro. Maria não viverá até 2030.Maria é das crioulas valentes que de lata cabeça carregando pedras , cascalho e areia construíram o Cais Acostável . Tão valente que deixou a saúde nas roças de S.Tomé. Maria viveu o seu tempo .

 

Um tempo de abandono e de profecias num país que virou as costas aos mais desfavorecidos.

 

 

 

 

 

 

  1. alceu Lamas

    Sou de acordo que é possivel fazermos mais por essas pessoas mas, tambem acho que as Instituições vao fazendo o pouco que podem e que o País pode. Agora, o que precisamos fazer é tambem é um pouco pelos nossos jornalistas ou entao estagiarios jornalistas que muito precisam para que possam de fato exercer a profissao e escrever alguma coisa como deve ser. O papel nao é so informar um pouco mas, tambem formar um pouquinho atraves do que conseguem escrever..

  2. helena de Morais

    Idealmente a velhice deveria significar uma vida digna com direito à saúde,segurança social,habitação e com as condições económicas que permitissem fazer face as despesas relacionadas com alimentação e bens essenciais,deveria igualmente significar a existência de infra-estruturas de Apoio com a devida dignidade deforma a permitir um apoio às famílias.

  3. helena mões

    Actualmente,a situação dos idosos está cada vez mais fragilizada,fragilidade essa,que se acentua mais em mulheres que em média sempre auferiram salários mais baixos que os homens e que, por sua vez auferem hoje em dia pensões baixas, em consequência disso há alguns casos de pobreza extrema.em que o acesso às unidades de saúde é limitado.. acho que uma vida de trabalho deveria exigir pensões dignas e direitos sociais..

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.