IURD nega que assedia pessoas

14/03/2014 07:44 - Modificado em 14/03/2014 07:44

direito de respostaÀ luz do que dispõe a lei sobre o direito de resposta, por este meio, muito agradecemos a V.Exa que publique com igual tratamento, os esclarecimentos que passamos a prestar.

 

Da leitura das declarações prestadas ao jornalista pode-se facilmente intuir que é despropositado e inapropriado qualificar de assédio o comportamento de um missionário que, no cumprimento da sua missão religiosa, interpela/aborda de forma pacífica os cidadãos, procurando influenciá-los para a sua fé. Nenhum missionário tem o direito de incomodar, insistindo na abordagem, se a pessoa de forma clara a isso se opuser. Só poderá ser qualificado de assédio o comportamento que ignora a recusa e procura impor-se a todo custo. Não é o caso. Quem se sentir incomodado é livre de o expressar, garantindo deste modo, o seu direito à privacidade.

 

Todos os missionários têm instruções rigorosas a esse respeito, mesmo reconhecendo a pobreza dos propósitos, é imposto um dever de recato, de não se exporem em excesso e nem de provocarem constrangimentos a terceiros.

  1. To

    Por mancharem o bom de uma Instituição que visa o bem da sociedade, pois buscam ajudar-nos no nosso bem-estar espiritual e da sociedade em geral, vocês irão estar a noticiar matanças, pedofilia, VBG’s e outros. É ISSO QUE QUEREM?!

  2. To

    VOCÊS (NOTICIA DO NORTE) TÊEM A LIBERDADE DE NOTICIAR O QUE QUEREM SIM, MAS NÃO DEVEM ESQUECER QUE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO RELIGIOSA TAMBÉM É UM DIREITO, DESSA INSTITUIÇÃO RELIGIOSA. E CADA INDIVÍDUO DEVE RESPEITAR SE SÃO ABORDADOS/EVANGELIZADOS A PESSOA TEM TAMBÉM O DIREITO DE ACEITAR OU NÃO. AGORA O QUE FIZERAM, DE NOTICIAR ALGO DESTA NATUREZA MOSTRA SER TENDENCIOSA E CLARAMENTE COM A INTENÇÃO DE PREJUDICAR A IGREJA UNIVERSAL.DEVIAM PESQUISAR A SUJEIRA QUE SABEM DE CERTEZA DA IGREJA C***

  3. Santana

    Penso que estam mais que corretos! Sempre os missionários que se dedicam em prol do seu próximo deve ser considerado e respeitado. O que realmente faz falta na sociedade e Deus. Criticar los por falar de Deus nas ruas realmente e um absurdo muito grande…

  4. Arlindo Cabral Tavar

    Antes de chegar no centro de ajuda espiritual eu era um jovem viciado no álcool e drogas.
    Por causa desses vícios eu perdi emprego fiquei envergonhado e desamparado .
    Cheguei até a pensar no suicídio.Assim cheguei no centro de ajuda.
    Ali fui acolhido ajudado e liberto. O apoio que eu não encontrei nas pessoas encontrei no centro de ajuda Espiritual graças a esse trabalho sério e inteligente.
    Hoje tenho paz sou chefe de família e realizado.
    Por isso pensa muito bem antes de falar desse trabalho.

  5. DELGADO

    É lamentável um missionário que para, uma pessoa na rua para lhe dar uma palavra de fé, é criticado! não nessecita nem falar mais, buscam o que fazer noticias do norte,continua ajudados as pessoas IURD forçaaaaaaa.

  6. Jose Miguel

    Este e espirito do contra, que se manifestou neste jornalista, sou pode ser, antes de publicar algo da primeiro uma espidela na lei.

  7. Lázaro Mercês

    Bom dia aos cidadão de bem que há em nosso país, digo cidadão de bem, pois sei que em todos os lugares e instituições existem pessoas que fazem o que é mal, pois o mau faz parte do caráter delas.
    Digo aos jornalistas mau informados e de má intenções que antes de publicar algum assunto com respeito a IURD,faça uma averiguação com o povo que frequenta esta igreja e verás o que eles tem a falar do assunto e da sua própria vida depois que passaram a frequenta a mesma. agora seja homem para publicar.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.