MPD: “Trabalhar para a maioria absoluta”

22/06/2012 15:37 - Modificado em 22/06/2012 15:37

A candidatura do MpD liderada por Augusto Neves esteve na zona de Fonte Francês e Pedreira para fazer passar as suas ideias. Nos últimos dias tem contado com o apoio do vice-presidente do partido e deputado nacional pelo círculo de São Vicente, Jorge Santos.

 

Augusto Neves pede a população um voto útil para que “possa avançar com os seus projectos” de emprego e formação profissional para os jovens. Quando faltam nove dez dias para a votação, Augusto Neves  sente-se  confiante na vitória e  pede uma maioria absoluta. Jorge Santos diz que esta maioria é importante para “ continuar a transformação São Vicente e resgatar os valores culturais” e colocar na linha de frente do desenvolvimento de Cabo Verde.

Para essa etapa final a candidatura vai continuar a apostar numa comunicação para junto das populações explicando os projectos e as soluções que a plataforma apresenta para São Vicente. Para a zona de Fonte Francês onde concentrou as actividades de porta em porta promete dar continuidade ao trabalho de calcetamento e um trabalho junto com os jovens na formação profissional de forma a reduzir o problema do desemprego.

Jorge Santos que está no terreno com a campanha do MpD mostra-se satisfeito com a dinâmica da candidatura e a adesão  que está tendo, o que justifica a aposta do partido no candidato. “Esta não é uma candidatura do MpD é uma candidatura de São Vicente para São Vicente”, garante Santos. E mostra confiança em Augusto Neves para  resolver os problemas de São Vicente e cumprir as promessas que tem feito nesse período eleitoral.

  1. verdades

    1º- gusto disse em monte sossego que o mpd tem tanta gente não que precisa ir buscar nas outras ilhas.2º- casa para todos so para quem ganha no minimo 40contos. 3º- academia jota mont é a melhor sala de espectaculo do pais.E DEPOIS RESPONSABILIZAM AS PESSOAS POR NÃO ACRETIDAREM NOS POLITICOS

  2. Ajax!

    Sr. Guste… Não sei porque vossa excelência não interveio aquando da corrupção do Benvindo Cruz e companhia Lda… que nos venderam (a ilha e seus terrenos)… Mais ainda não entendo o porque de não levar à AMSV a decisão arbitraria de vender/oferecer (?) os terrenos atrás da CABNAVE sem passar por este orgão… Não entendi também o porquê dos ataques ao governo (não estamos nas legislativas, sr) ao invés de apresentar as suas proposta para esta já maltratada ilha… Apresente-as se faz favor!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.