Líder do grupo e cúmplices vão a julgamento

13/03/2014 02:01 - Modificado em 13/03/2014 02:01
| Comentários fechados em Líder do grupo e cúmplices vão a julgamento

roubo carrosO Tribunal da Comarca de São Vicente mantém em prisão preventiva um jovem de 20 anos que liderava um grupo que furtava carros na cidade do Mindelo. O Juízo Crime enviou o suspeito para a cadeia por entender que o arguido passou a ser um perigo, isto, após montar um esquema de furto de carros estacionados na via pública. No dia 14 de Março, o jovem e os cúmplices vão-se apresentar a Tribunal para conhecerem a decisão judicial.

 

Um indivíduo que residia na zona de Fonte Felipe, acompanhado de mais três adolescentes furtou uma viatura no Madeiralzinho e os mesmos foram vistos pela Brigada Anti-Crime a circularem na cidade do Mindelo. Os autores do assalto com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos, puseram-se em fuga depois de realizarem uma manobra perigosa, mas foram detidos pela BAC na zona do Lazareto e entregues às instâncias judiciais para a aplicação de uma medida de coacção. Findo o interrogatório, o maior peso da decisão do Tribunal recaiu sobre um jovem de 20 anos tido pelas autoridades criminais como o cabecilha do grupo.

 

Perigo

O juiz aplicou-lhe prisão preventiva porque os factos descritos no auto de detenção e nas provas recolhidas pelo Tribunal não permitiam deixá-lo em liberdade. “Há indícios que revelam a reincidência em crimes desta natureza porque respondem a uma investigação sobre roubos de outros veículos. Pelo que o arguido, na companhia de outros jovens, aproveitava da sua experiência como mecânico para consumar o roubo de viaturas. No caso em concreto, foi quem se apropriou do veículo e que o conduzia quando foram interceptados pela Polícia”.

 

Reincidência

De realçar que em Junho de 2012, este indivíduo e cinco jovens roubaram um veículo na Rua de Angola e foram para a zona de Salamansa. Porém, embateram na varanda de uma casa deixando o carro danificado. Detidos pela Polícia, foram presentes a Tribunal que lhes aplicou TIR e apresentação periódica às autoridades.

Volvidos dez meses, o cabecilha do grupo e o jovem que embateu a viatura voltaram a actuar na cidade do Mindelo. Este último, esteve na iminência de ir para a prisão, porém, houve razões que estão em “segredo de justiça” que lhe permitiram ficar em liberdade. Mas ficou com a obrigação de se apresentar todos os dias às autoridades policiais.

O processo-crime foi entregue ao Ministério Público para se apurarem os factos. Este online soube que os jovens são suspeitos de prática de vários crimes de furto de viaturas na ilha de São Vicente e que, nos próximos dias, parte dos intervenientes sentar-se-ão no banco dos réus para responderem a uma acusação de furto de veículos, dano qualificado e uso não autorizado de viaturas.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.