Resultados do concurso Start-up Universitário

12/03/2014 07:42 - Modificado em 12/03/2014 07:42
| Comentários fechados em Resultados do concurso Start-up Universitário

ADEIA cerimónia de entrega dos prémios do concurso Start-up Universitário realizou-se ontem no auditório da Universidade do Mindelo e foi presidida pela administradora da ADEI Eng.ª Leonilda Mendes e contou com presença do Sr. Ministro do Ensino Superior, Ciências e Inovação – MESCI, Dr. António Correia e Silva.

 

Entre os seis melhores planos de negócios apurados na III fase da 2ª edição do concurso “Start-Up Universitário”, Artefaktos, Velozpress e Tribos, foram premiados os três melhores projectos empreendedores.

O primeiro classificado veio da cidade da Praia, Ting Developers, desenvolvimento de aplicativos móveis e recebeu um prémio de quinhentos contos.

Péricles Correia, representante do Projecto Ting Developers adianta que “o sentimento é de plena satisfação e realização”. O mesmo sente-se ciente dos desafios que encontrará mais à frente. Correia considera “uma grande aposta, visto que o projecto desenvolve-se numa área ainda não explorada em Cabo Verde, um desafio enorme, por isso, o trabalho está por vir e, com certeza, irá trazer uma mais valia para Cabo Verde”.

Cabana Laginha venda de sucos naturais de diferentes sabores, produtos tropicais, serviços de aluguer de cacifos entre outros da cidade do Mindelo, arrebatou o segundo lugar e levou o prémio de trezentos contos.

Carlos Coutinho, do Projecto Cabana Laginha, edificação de uma cabana na praia da Laginha, diz que os objectivos foram cumpridos parcialmente, a intenção era a de arrebatar o primeiro lugar. O mesmo não foi possível, mas sente-se realizado, determinado. Coutinho promete fazer todos os possíveis para implementar o projecto, tornando-o numa realidade.

O terceiro classificado Translater, tradução de línguas estrangeiras, também da cidade da Praia, recebeu um prémio do valor de duzentos contos.

Telma Brito partilha dos mesmos sentimentos de realização e satisfação, promete trabalhar arduamente e levar adiante o projecto que muito pode servir Cabo Verde.

Os restantes participantes foram contemplados com um prémio no valor de dez mil escudos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.