Juiz aplica pena de quatro anos de prisão para dois indivíduos

10/03/2014 07:20 - Modificado em 10/03/2014 07:20

juiz3Os “caçubudistas” do Mindelo começaram a entender que o Tribunal da Comarca de São Vicente ficou com a mão pesada quando se trata de aplicar a pena aos acusados de assaltos na via pública. E desta feita, dois indivíduos foram condenados a quatro anos de cadeia. O magistrado considerou que há suspeitas de ligação ao “caçubody”, por isso, é preciso tolerância zero para com as pessoas que cometem esse tipo de crime que “mete medo à sociedade”. E que a exigência de prevenção geral determina que os infractores sejam colocados na prisão.

 

Os arguidos com 23 e 26 anos foram detidos pela Polícia Nacional após a realização de diligências para apurar os factos relacionados com assaltos cometidos pelos mesmos e que culminaram na recuperação dos objectos das vítimas. Os dois arguidos foram detidos depois de assaltarem um cidadão na zona de Fonte Inês. Durante o processo de averiguação, os suspeitos confessaram a prática de outros roubos e, posteriormente, foram reconhecidos pelas vítimas.

 

Perante os factos relatados em Tribunal, com base nas testemunhas arroladas ao processo-crime e nas provas recolhidas durante a audiência de julgamento, o juiz decidiu condenar os arguidos a uma pena de quatro anos de prisão efectiva. O magistrado concluiu a sentença dizendo que “os arguidos enveredaram pelo caminho da criminalidade, sustentando o próprio vício assaltando pessoas na via pública, mas agora vão a tempo de mudar o próprio comportamento e evitar práticas ilícitas”.

  1. sociólogo de certeza

    já não era sem tempo, a esses marginais, espero que a prisão lhe sirva para repensarem as suas vidas e que na cadeia façam pelo menos trabalhos comunitários para aprenderem. já a esses magistrados, tira-vos o chapéu e que continuem a fim de termos a nossa paz nas ruas….

  2. Angela

    Parabéns pela acertada decisão do MM Juiz. Tive meu pc roubado em 2012 na Praça da Luz e até hoje não obtive nenhuma atenção por parte da policia. Uma vez quando lá estive o funcionário que diligenciava o meu processo perguntou-me: a Sra tem alguma novidade para mim? Depois disso não voltei mais, dei por perdido! Quanto mais severas as aplicações das penas, mais respeito o delinguente vai ter com a justiça e o povo. Parabéns!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.