PJ detém médico por suspeita de prescrição de receitas falsas de medicamentos

7/03/2014 00:04 - Modificado em 7/03/2014 00:18

médicoO Ministério Público emitiu um mandado de busca, apreensão e detenção do médico Carlos Além, com consultório na zona de Alto Sentina, ilha de São Vicente que foi executado pela PJ.A decisão judicial surgiu no âmbito de uma queixa-crime por parte do Instituto Nacional de Previdência Social que alega que o médico em causa estava a lesar a instituição através de um esquema fraudulento com a prescrição de receitas falsas de medicamentos. Carlos Além nega as acusações .

 

Na quarta-feira o Departamento da Polícia Judiciária do Mindelo cumpriu um mandado de captura do médico Carlos Além devido aos indícios da prática de um crime de burla qualificada. Isto porque o MP recebeu uma denúncia do INPS que alega que o médico durante vários anos, para benefício próprio, provocou prejuízos à instituição.

 

Finda a investigação criminal sobre os factos da queixa-crime, o Ministério Público entendeu haver indícios que permitiam a detenção do médico e ainda realizar buscas na sua residência/consultório, no sentido de apreender documentos que possam servir de prova em Tribunal de que o cidadão, fazendo uso da sua profissão, sob forma fraudulenta prescreveu receitas falsas para ter benefícios económicos.

 

Diligências

 

De acordo com as autoridades criminais “para se saber a verdade dos factos, a investigação prossegue no sentido de apurar as supostas ilegalidades e ainda apurar o total do prejuízo causado ao INPS através de comparticipações obtidas fraudulentamente com a prescrição falsa de medicamentos. O cidadão vai ser interrogado pelo Tribunal para que esclareça os factos da acusação e apresente provas de que não cometeu os crimes que o MP lhe acusa. E a partir dessa diligência, o processo vai para instrução e posterior julgamento, caso houver indícios que permitam levar o médico ao banco dos réus”.

 

O NN sabe que o médico nega a acusação deduzida pelo MP defendendo que “não lesou a instituição e que as receitas que prescreveu às pessoas cumprem os requisitos exigidos pela lei” . Carlos Além está sob custódia da Polícia Judiciária e nas próximas horas estará no Palácio de Justiça para conhecer a decisão do Juiz.

 

  1. Baldoque

    Não é o Médico que tem de provar que não cometeu ilegalidade. é o INPS que tem de provar que ele cometeu ilegalidade. ele só tem de defender-se.
    Quem me acusa que Prove. Não sou eu que vou PROVAR que quem me acusa não tem razão. NADA DISSO.

  2. Cidadão comum

    Num país onde a maior crise é a da Etica,moral e de vergonha na car, ao mais alto nível, é de tirar o chapéu ao INPS. só espero que ninguém sirva de “bodi expiatório” neste filme…. Não podemos continuar a promover e premiar aqueles que roubam, que desviam, aqueles que não tem moral nem etica para ocupar cargos de destaque na nossa sociedade.Que exemplos passamos para os nossos filhos?

  3. VERDADEIRA

    VERDADE, VERDADEIRA!. NÃO É ELE QUE TERÁ QUE PROVAR MAS SIM QUEM LHE ACUSOU. NÃO VENHAM AGORA CRUCIFICAR-LHE QUANDO SABEM QUE AS FRAUDES NASCERAM NO INPS, PORQUE NÃO ENVIARAM OS SEUS PARA CADEIA? TEMIAM QUE O POVO SOUBESSE QUE ELES USURPAVAM O DINHEIRO DOS CONTRIBUINTES, AGORA QUISERAM ARRANJAR BODE ESPIATÓRIO PARA MASCARAR O QUE VEM ACONTECENDO DENTRO DA INSTITUIÇÃO.

  4. fernando fortes

    Será que a receita é falsa?
    Acho que o fim para o qual a receita é emitida é que pode ser fraudulento, não a receita.
    Se a receita é emitida em papel próprio, não se pode considerar receita fraudulenta.

  5. fernando fortes

    Correcto

  6. que diz na televisão que passa receitas de forma ilegal a pessoas que nao tem seguro não é aprendido. agora um medico honesto como Sr carlos é preso. mas que pais é esse….

  7. FUNCIONÁRIO DA INPS

    Os únicos culpados são à INPS que comete um monte de irregularidades, desvios de dinheiro feito pelos funcionários corruptos que trabalham na instituição, mas tudo fica muito bem camuflado entre os seus. Protegendo os crimes uns dos outros. E depois vem acusar uma pessoa de bem que nada tem a ver com irregularidades e a falta de ética profissional cometida pelos funcionários que trabalham aqui dentro. OS VERDADEIROS CULPADOS PELO DESVIU DE 70 MIL CONTOS ESTÃO CÁ DENTRO. AFINAL DE CONTAS QUEM GERE AS FINANÇAS DA INPS? OS ALHEIOS OU OS QUE ESTÃO CÁ DENTRO?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.