Ribeira Bote vence Mindelense que dormiu a sombra da bananeira

3/03/2014 00:00 - Modificado em 2/03/2014 22:26

SC Ribeira BoteO CS Mindelense foi surpreendido pelo SC Ribeira Bote que impôs mais uma derrota ao campeão Regional e de Cabo Verde. Isto porque os jogadores do Mindelense dormiram à sombra da bananeira e a formação da Zona Libertada, com o avançado Dirceu no seu melhor, marcou o golo que gelou por completo as aspirações do Mindelense e dos seus adeptos. Com esta vitória, o SC Ribeira Bote dá um importante passo na luta pela permanência no G8.

 

O Estádio Adérito Sena, na ilha de São Vicente, recebeu o jogo entre o CS Mindelense e o Sport Clube Ribeira Bote, referente à décima jornada do Campeonato Regional 2013/14. As duas equipas lutavam pelos mesmos objectivos: alcançar os três pontos e evitar a aproximação dos adversários directos.

 

Pela sua trajectória no Campeonato Regional de São Vicente, os Leões da Rua da Praia, líderes da competição entraram em campo como favoritos. Mas o SC Ribeira Bote que pertence ao grupo das equipas que luta pela permanência mostrou que no futebol nada é impossível e contrariou o favoritismo do Mindelense, vencendo por uma bola a zero.

 

Análise

A história do jogo entre as duas equipas resume-se num Mindelense que controlou a posse da bola, mas que na hora de concretizar foi uma equipa perdulária. Durante os 94´, o Mindelense teve várias oportunidades com Fredson, Dukinha, Balakov, Nhuck, Catchupa, Bada, Adelino, Lobo em evidência, porém, nenhum dos jogadores e os restantes colegas conseguiram colocar a bola no fundo da baliza do SC Ribeira Bote.

 

Golpe

O SC Ribeira Bote, treinado por Marco Fortes, que nesta jornada conseguiu derrotar o Mindelense, teve um modelo de jogo caracterizado pela união dos jogadores e pela impermeabilidade no sector defensivo. Foi um jogo sofrido devido aos sucessivos lances de ataque do adversário. Mas aos 87´, Dirceu da marca da grande penalidade marcou o golo que valeu a segunda derrota do Mindelense no Regional.

 

A falta foi feita pelo capitão do Mindelense, Nhambú, que cortou a bola com a mão dentro da sua área. A assistente Carmelita, no sítio certo, fez aquilo que pediam as leis do jogo e deu indicações ao árbitro que assinalou grande penalidade a favor do SC Ribeira Bote. Dirceu na cara do guarda-redes Tol, não tremeu e com classe, deu os três pontos à sua equipa.

 

No final da partida, a festa foi da equipa da Zona Libertada que deu uma lição ao Mindelense demonstrando que no futebol quem não quer, oferece a quem quer. O Mindelense viu os adeptos entoarem críticas à sua equipa. Os dirigentes do Mindelense e jogadores criticaram a arbitragem chefiada pelo árbitro internacional Fabrício Duarte Fortes que fez um bom trabalho e que não teve qualquer interferência no resultado final.

 

  1. Ucla

    O Notícias do Norte deveria colocar uma foto do jogo com o Mindelenes e não a de RBxS.Pedro de há alguns anos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.