Amarra menina a árvore e viola-a durante três horas

20/06/2012 00:41 - Modificado em 20/06/2012 00:41

Uma menina de apenas 11 anos, que voltava para casa depois da escola numa cidade vizinha à capital brasileira, Brasília, foi raptada por um homem de 43, que depois a levou para um matagal numa outra cidade, a amarrou a uma árvore e a violou por mais de três horas. Segundo o inspector Aélio Caracelli, que comanda o inquérito sobre o caso, o acusado, Rogério Jesus da Silva, já responde a outro processo por violação e estava em prisão domiciliária na própria casa, de onde não deveria ter saído.

 

De acordo com a investigação, a menina estava sozinha numa paragem de autocarro em Sobradinho, perto de Brasília, quando o homem apareceu e, sob a ameaça de uma faca, a forçou a entrar com ele num autocarro intermunicipal. Quando o veículo passou por uma região erma, de mata, já em Planaltina, cidade vizinha a Sobradinho, o desconhecido mandou o motorista parar e desceu com a refém.

Embrenhando-se na mata, amarrou a assustada menina a uma árvore e amordaçou-a para que não pudesse gritar de dor ou pedir socorro. Depois, de acordo com o que a vítima descreveu aos agentes, violou-a repetidamente e de várias formas por mais de três horas.

O maníaco, depois de saciado, simplesmente foi embora, deixando a sua vítima amarrada à árvore. A muito custo, mais tarde ela conseguiu livrar-se e caminhou em direcção à estrada, acabando por ser ajudada por populares.

Avisada, a polícia montou uma caçada ao violador e este, graças à descrição física feita pela menor, acabou por ser preso horas mais tarde, não muito longe do local da violação. Ao ser preso, Rogério alegou que tinha violado a menina para se vingar de abusos que ele mesmo teria sofrido durante anos por parte do próprio pai.

 

 

 

 

cm.pt

  1. Atento

    Também uma pessoa que ja tinha cometido o mesmo crime tinha ficado em prisão domiciliária.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.