CMSV sem condições para utilizar o sonómetro

21/02/2014 07:33 - Modificado em 21/02/2014 07:33

SonometroO vereador Anildo Fortes acredita que a Polícia Nacional tenha melhores condições para utilizar o sonómetro em São Vicente. Os agentes de fiscalização da Câmara Municipal, não trabalham à noite e, por isso, a Polícia Nacional tem melhores condições em termos fiscais.

 

Anildo Fortes, Vereador do Ambiente e Saneamento da CMSV, diz que quem deve usar o sonómetro, é a Polícia Nacional, apesar de ter competência para a fiscalização, “a Câmara tem competência na fiscalização, mas a Polícia Nacional, tem melhores condições em termos fiscais, trabalham à noite”. Acrescenta ainda que, “não temos pessoal para fazer esse trabalho”, e que a Polícia Nacional tem uma estrutura mais funcional para utilizar o sonómetro.

 

Questionado sobre de quem é o sonómetro, ele afirma que o aparelho foi entregue aos municípios, mas “isso não quer dizer que o município, não possa ceder à Polícia Nacional e que esta não deva usar o aparelho”.

 

O vereador adianta que ainda não sabe quando será a formação, sobre a utilização do aparelho. A Direcção-Geral do Ambiente, Câmaras Municipais e Polícia Nacional, têm competência para controlar a situação da poluição sonora, salvaguardando o repouso das populações.

 

É de realçar que no passado dia 11 de Fevereiro, a Câmara Municipal de São Vicente, recebeu da Direção Geral do Ambiente, um sonómetro para a medição de ruídos.

  1. fernando fortes

    A fugir a responsabilidade Sr.Vereador.A sua Câmara é a principal responsével pelo barulho que nos afecta e como tal não vai querer entrar em choque com a populção e quer empurrar com bariga.
    Nada mau.

  2. fredson

    Não pode, não sabe. Interessante, a sua vida…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.