Família de Romina Soares procura transladar o corpo para São Vicente

18/06/2012 01:14 - Modificado em 18/06/2012 01:44
| Comentários fechados em Família de Romina Soares procura transladar o corpo para São Vicente

A família da cabo-verdiana, Romina Soares, encontrada morta numa residência em Itália está a fazer esforços para transladar o corpo da jovem para São Vicente. Os familiares procuram recursos financeiros para realizar o funeral de Romina, na cidade do Mindelo.  Por outro lado, a mãe da jovem afirmou que, ainda, não lhe foi facultado o resultado da autópsia para que possa saber a causa da morte da filha.

 

A família de Romina Soares continua a aguardar o resultado da autópsia para saberem o que terá causado a morte desta jovem natural da zona de Fonte Inês, em São Vicente. As autoridades italianas iriam proceder a realização na quinta-feira, 14, porém, até o momento, os familiares de Romina desconhecem o resultado médico com a causa da morte.

Segundo os familiares, por ora existem duas versões sobre a morte de Romina Soares, por isso querem ter em mãos o relatório da autópsia, para puderem saber os factos que culminaram na morte desta mulher que rumou a Itália em 2011 em busca de um emprego.

Por outro lado a mãe da jovem adiantou ao NN que está a fazer de tudo para que a filha seja enterrada na sua terra natal. ”Estamos ver uma forma de conseguir recursos financeiros para transladar o corpo para São Vicente. Também fui contactada por uma estação de rádio na Itália que cooperou connosco de modo a conseguir algum apoio junto da comunidade cabo-verdiana radicada nesse país”.

Recorde-se que Romina Soares, de 26 ano, foi encontrada sem vida numa residência em Veneza, na Itália na segunda-feira, 11. Natural de São Vicente rumou a cidade de Roma em 2011, porém há  dois meses foi residir em Veneza. A jovem deixou um filho de seis anos que reside com a avó, em Fonte Inês.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.