Esmola de Sábado volta às ruas do Mindelo

4/02/2014 00:00 - Modificado em 3/02/2014 23:49

Há longos anos que São Vicente tem vindo a acolher diferentes pessoas que provêm de famílias desfavorecidas, de rendimento muito baixo a viver da tradicional esmola de sábado.

 

Pessoas pertencentes à classe dos desfavorecidos saem às ruas da cidade do Mindelo aos sábados à procura do sustento. É costume algumas lojas oferecerem-lhes moedas de dez e vinte escudos, alimentos como arroz, pão ou açúcar. Muitas dessas pessoas são idosos, pessoas portadoras de alguma deficiência, por vezes, mães chefes de famílias e crianças.

 

Dona Maria

D. Maria de 67 anos, deficiente visual diz ser beneficiária da chamada «Esmola de sábado» desde os 22 anos, conta que por causa da sua deficiência nunca conseguiu trabalhar nem estudar, motivo pelo qual entrou nessa vida. Religiosamente, todos os sábados ela sai acompanhada por uma neta à procura do sustento para levar para casa. Diz também que é conhecida por muitos por ser uma pessoa muito divertida que sabe estar com as pessoas, gosta de brincar, por isso, muitas pessoas de São Vicente já a conhecem e ajudaram-na a criar 6 filhos nesta vida.

 

 

 

  1. Esta prática existe, todos os sábados, nunca parou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.