CSSL : ” se JMN quer um sindicalismo contemplativo que crie o seu sindicato”

30/01/2014 00:04 - Modificado em 29/01/2014 22:54

sindicatosDurante a assembleia de militantes do PAICV em São Vicente, o presidente do partido e Primeiro-ministro, José Maria Neves, falou da necessidade de uma abordagem do sindicalismo em Cabo Verde. E sublinha que podem fazer mais para a qualidade de vida dos trabalhadores e que a luta não se pode restringir apenas a aumentos salariais. Podem, por exemplo, criar outros meios como mecanismos complementares de segurança social, sistemas de desenvolvimento de recursos humanos e, acrescentou ainda à lista, a criação de um banco de solidariedade.

 

O presidente da Confederação Cabo-Verdiana dos Sindicatos Livres (CCSL), José Manuel Vaz, garante que a intervenção dos sindicatos não é exclusivamente por questões salariais mas que existem outros tipos de reivindicações. E sobre esta questão é peremptório ao afirmar que “não podem nunca aceitar conselho do presidente do PAICV”. E afirma o seguinte: “Não temos nenhuma lição para receber do Primeiro-ministro em relação a esta matéria. Porque se quer um sindicalismo contemplativo que aceite tudo, em que tudo está bem em detrimento das reivindicações dos cabo-verdianos, nisto não estamos de acordo”.

 

Para Vaz, as sugestões do Primeiro-ministro devem-se ao facto dos sindicatos não concordarem com tudo o que o Governo afirma. E que se ele quer um novo sindicalismo em Cabo Verde que seja o Primeiro-ministro a criar o seu próprio sindicato.

 

Assegura que o trabalho é a favor dos trabalhadores e não partilham da mesma posição do chefe do Governo. E por viverem num país democrático “as pessoas são livres de exigirem, de proporem e de reivindicarem aquilo que lhes afecta”.

 

E traz à tona as duas grandes manifestações realizadas nos últimos tempos, uma em Junho de 2013 e a última no dia dos Heróis Nacionais, como prova que os “trabalhadores não estão satisfeitos com as políticas seguidas pelo Governo em Cabo Verde”. E que enquanto central sindical “não podem dizer que tudo está bem e que o Governo tem razão” e que, se assim fosse, isso levaria ao desaparecimento do sindicalismo em Cabo Verde.

  1. Tiróide

    Este pateta de Zé Burro Manel ,nunca toma juiz e nem sabe em que prato comer.Cala-te homem e terás mais apoiantes, continuando a tagarelar sem conteúdo jamais terás tropas/policias, bombeiros,pés descalços,etc etc etc atrás das tuas leviandades. Se teu sindicato assegura pagamento de dia de salário, alinho na greve geral.

  2. MINDELO

    Esse aqui -tiroide- deve ser mais um mamádor do paicv.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.