Segurança da Laginha: existe perigo para quem não cumpre com as regras de segurança

30/01/2014 00:02 - Modificado em 29/01/2014 22:51

Os últimos acidentes na praia da Laginha têm levantado a questão sobre a segurança da praia. Em Novembro passado, a praia foi entregue aos banhistas depois de ter estado fechada para obras de alargamento.

Dois regulares da praia, André da Graça, instrutor de natação e Elizeu Santos, nadador salvador, falam sobre a questão da segurança da “nova Laginha”.

 

 

  1. Maurino C. B. Delgad

    Quais as regras de segurança da nova Laginha? Duas mortes na Laginha num curto espaço de tempo, por afogamento, são factos que devem chamar à atenção das autoridades para prevenir os utentes dos riscos que comportam a utilização da nova Laginha. A pergunta que se levanta: A Câmara M. de São Vicente e o IMP ( Instituto M. Portuário), Serviços responsáveis pela conservação, gestão e segurança das praias cumpriram o papel que lhes competia na abertura da nova Laginha? Houve negligência dos responsáveis ? Questões por esclarecer para o apuramento de responsabilidades e possível indemnização aos familiares das vítimas.

  2. A. Feijoada

    Dinheiro deitado ao mar! Obra sem qualquer utilidade, que só serviu para esbanjar dinheiro público. É no que dá fazer obras só pressão propagandística. Qualquer dia haverá manifestação para a restituição da praia da laginha à sua forma natural, sem a aberração feita. Mais ainda, o Estado poderá ser processado por danos ambientais causados e, se acontecer alguma desgraça, os responsáveis devem ser processados judicialmente por crime de homicídio. Já houve um primeiro caso de morte por esclarecer!

  3. Nelson Cardoso

    O Grupo do Apocalipse a desejar mal para as pessoas para que se crie a opinião de que a obra de nada valeu. O povo já conhece estas críticas como seus autores. É triste que que tenhamos gente assim. Como aconteceu a morte de “Pegeout”? Como foi a morte da Srª? o 1º é “peixe na água”, todo mundo o conhece, e a 2ª vitima, segundo este jornal não sabe nadar e teve uma indisposição (talvez desmaio) e se afogou.

  4. Nelson Cardoso

    temos é de lamentar pelas vidas que se perderam e não fazer intrigas, porque nem política /politiquice é . Será que a CMSV deve colocar nadador-salvador 24 h (dia, noite, madrugada)? Sejamos sérios. A Srª apareceu numa zona que ainda nem balnear é, de acordo com as imagens e ela nem estava trajada como alguém que iria banhar-se. Cada um deve tomar as medidas de segurança e ser mais responsável e respeitar as directrizes dadas pelos serviços e nadadores-salvadores.. Pêsames às famílias..

  5. Guiomar Gomes

    Eu penso que como na laginha de agora ou na de outrora sempre houve motivos para inspirar cuidados, como em qualquer praia. Acho que toda essa desavença é movida só e só por politiquice maldosa que quer a todo o custo mostrar a falta de qualidade da obra. Eu só coloco uma questão: Se o governo fosse outro e a obra fosse feita com as mesmas características essas mesmas pessoas viriam com essas mesmas críticas ou estariam neste momento a enaltecer “o grande trabalho“ feito pelo seu benfeitor?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.