MpD considera Basílio Ramos moço de fretes do PAICV e retira a confiança política

28/01/2014 08:54 - Modificado em 28/01/2014 08:54
| Comentários fechados em MpD considera Basílio Ramos moço de fretes do PAICV e retira a confiança política

basilio ramosO MpD já não confia no Presidente da Assembleia Nacional. O partido retirou a confiança a Basílio Ramos depois de “muita ponderação”, como afirma o líder da bancada do MpD, Elísio Freire. O partido justifica-se, denunciando a actuação de Basílio Mosso Ramos dentro do Parlamento. Mas a “gota de água” foi a recusa de Mosso Ramos em aceitar o relatório final da Comissão de Inquérito presidida pelo MpD.

 

Em relação ao relatório, o Presidente da AN “quer esconder os factos presentes no relatório e bloquear a divulgação dos assuntos nele contidos”. Isto com o objectivo de proteger o partido no governo. E acrescenta que um dos outros objectivos é o de desqualificar o Parlamento e impedir a institucionalização das comissões de inquérito e “transformar o Parlamento num espaço sem utilidade”.

 

Mas as razões não se restringem apenas à recusa do Presidente em aceitar o resultado do relatório. “Por não respeitar as regras do jogo democrático e estar sistematicamente a violar o regulamento, desde que a maioria assim o decida”, afirma Freire. E acusa o Presidente da AN de fazer fretes ao PAICV, mostrando uma actuação parcial na Assembleia Nacional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.