Forças Armadas do Egipto discutem candidatura de Sissi a Presidente

27/01/2014 13:53 - Modificado em 27/01/2014 13:53
| Comentários fechados em Forças Armadas do Egipto discutem candidatura de Sissi a Presidente

egiptoO Conselho Superior das Forças Armadas está a discutir a candidatura de Abdel Fattah al-Sissi, actual homem-forte do Egipto, à Presidência noticiou, esta segunda-feira, a agência noticiosa estatal.

 

A informação foi divulgada pouco depois de ter sido anunciado que Abdel Fattah al-Sissi, foi, também esta segunda-feira, promovido de general a marechal, o posto mais alto do Exército. O Conselho Superior das Forças Armadas é liderado por Sissi.

 

A promoção foi confirmada pelo presidência interina, ocupada por Adly Mansour, e deu força à notícia de que Sissi se prepara para concorrer ao cargo de chefe de Estado. A candidatura do agora marechal nas eleições previstas para os próximos meses é tida como quase certa. Sissi ocupa actualmente as funções de ministro da Defesa e vice-primeiro-ministro.

 

Poucos militares egípcios atingiram o posto de marechal. Um deles foi Hussein Tantaoui, antigo chefe do Conselho Superior das Forças Armadas, que ocupou interinamente o poder após a revolta popular que levou à queda de Hosni Mubarak, em 2011. Foi substituído por Sissi na pasta da Defesa, em 2012.

 

A candidatura de Sissi, um militar de 59 anos, reservado, de poucas palavras, é defendida por adversários do governo islamista derrubado quer pelas Forças Armadas, que desejam um Presidente que acabe com a crescente violência política.

 

O chefe do Exército disse, antes do referendo constitucional deste mês, convocado para legitimar o golpe do ano passado, que seria candidato “se o povo o reclamar”. A participação na consulta eleitoral não chegou aos 40% mas a vitória do “sim” foi esmagadora: 98,1% aprovaram a nova Constituição.

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.