WhatsApp usado por 430 milhões de pessoas

24/01/2014 14:50 - Modificado em 24/01/2014 14:51
| Comentários fechados em WhatsApp usado por 430 milhões de pessoas

whatsappAplicação troca cerca de 50 mil milhões de mensagens entre smartphones por dia.

 

O mercado das aplicações online para enviar mensagens através de smartphone está ao rubro. Apesar da concorrência do Line, WeChat, KakaoTalk e Snapchat, o WhatsApp continua a crescer: já tem 430 milhões de utilizadores ativos em todo o mundo.

O co-fundador e CEO da empresa, Jan Koum, explica que o sucesso está centrado na estratégia de evitar publicidade, distanciar-se de jogos e fotos efémeras, e continuar a solicitar o pagamento do serviço, como modelo básico de negócios. A aplicação é gratuita para download e custa 0.99 dólares por ano para uso após o primeiro ano.

Jan Koum referiu que o objetivo da empresa é concentrar-se em mensagens. “Se as pessoas querem jogar há uma abundância de outros sites e também um monte de grandes empresas de construção [de aplicações] em torno de serviços de publicidade”. Para além de oferecer comunicações fiáveis e de baixo custo, o Whatsup destaca-se pela forma como lida com a privacidade.

“É extremamente importante fornecer um elevado nível de segurança e privacidade. Não guardamos informações pessoais, só sabemos o número de telefone e os números das pessoas com quem troca mensagens”, explica o CEO da empresa. “O WhatsApp faz questão de saber o mínimo possível sobre os utilizadores.”

Dos 430 milhões de utilizadores ativos do WhatsApp, cerca de 30 milhões começaram a usar a aplicação nos últimos meses (a empresa anunciou ter alcançado o patamar de 400 milhões de utilizadores em dezembro). O WhatsApp movimenta cerca de 50 mil milhões de mensagens enviadas e recebidas diariamente – rivalizando em volume com as mensagens eletrónicas (SMS).

Apesar do crescimento exponencial de utilizadores, a empresa manteve-se com os pés assentes na terra e tem tentado manter a sua mentalidade inicial. “Não existem anúncios, sem jogos, sem truques”, diz Jan Koum. É um credo que está escrito num post-it do co-fundador Brian Acton (que trabalhou pela primeira vez com Koum no Yahoo). Koum mantém essa nota assinada por Acton na sua mesa, para nunca se esquecer da base sólida que fez com que o WhatsApp tanto crescesse. O WhatsApp emprega atualmente 50 pessoas, 25 dos quais são engenheiros e outros 20 que incidem sobre o suporte ao cliente multilingue. Quanto ao futuro, o CEO afirma que “o nosso objetivo é estar em todos os smartphones”.

 

RANKING DAS APLICAÇÕES MÓVEIS DE SERVIÇOS DE MENSAGENS:

1. WeChat (China) – 600 milhões de utilizadores (100 milhões de utilizadores ativos)

2. WhatsApp (EUA) – 590 milhões de utilizadores (430 milhões de utilizadores ativos)

3. Facebook Messenger (EUA) – entre 300 a 550 milhões de utilizadores

4. Line (Japão) – 300 milhões de utilizadores

5. Viber (Israel) – 200 milhões de utilizadores

6. Snapchat (EUA) – 100 milhões de utilizadores

7. KakaoTALK (Coreia do Sul) – 100 milhões de utilizadores

8. Chat on (Coreia do Sul) -100 milhões de utilizadores

 

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.