Ribeirinha: presos dizem ao PR que os seus direitos estão a ser violados

24/01/2014 08:03 - Modificado em 24/01/2014 08:03

Os presos da cadeia da Ribeirinha , em São Vicente, apresentaram ao presidente da República uma série de problemas que afectam a sua vida no presídio.

 

Desde má alimentação , ausência de acções de reinserção social ,direito a estudarem , doentes mentais junto com presos comuns . O preso que está há mais tempo detido , 13 anos , interpelou o Presidente para lhe dizer que : ” o governo não cria condições na cadeia de São Vicente”. Jorge Carlos Fonseca considerou que os presos continuam a ser cidadãos e que essa condição deve ser respeitada.

 

 

  1. Ernesto Rodrigues

    Os direitos dos presos estão a ser violados?
    E os direitos das pessoas que foram assassinadas, roubadas, violadas, etc?

    Neste país, os direitos humanos funcionam só para os prevaricadores, os cidadãos de bem não têm direitos?

    Quem de direito, que responda!!!

  2. jJosé Rui

    Sr. Presidente com o devido respeito que nutro por si,como o mais alto Representante da Nação criola e como Homem,não deixo de condenar a sua visita aos presos da cadeia da Ribeirinha.Em vez dessa visita desnecessária,devia sim fazer uma visita aos Hospitais,casas para idosos e outras instituições que necessitam da sua visita.Eles estão lá porque escolheram o caminho de nada fazer para o bem de Cabo-Verde,mas sim para o seu desprestigio.Queixam-se de má alimentação,Pudera.

  3. jJosé Rui

    Sr. Presidente,devia sim perguntar-lhes o que fazem para terem uma boa alimentação.Quantos cidadãos honestos desta terra que não tem uma má alimentação cá fora quanto mais uma boa?O Sr.precisa de melhores conselheiros.

  4. Baldoque

    Sim senhor. Mas eles respeitaram os direitos dos outros antes de serem presos?
    Paranóia!!!!.
    Deviam era ter de pagar renda como foi proposto na Holanda para verem o que é bom.
    Um gajo a sacrificar-se, paga impostos e saber que escória vai comer deles.
    Devia ser a pão e água, Sr. Presidente. Sim são humanos… desque que não lhes faltasse pão e água.

  5. VERDADE

    NEM O NOTICIAS DO NORTE, TEVE CORAGEM DE PUBLICAR O PROGRAMA DE ACTIVIDADES DA CMSV, REFERENTE AO DIA DO MUNICIPIO. POR VERGONHA, POIS SÓ HOUVE A SESSÃO SOLENE. A BSOT PSU!!! OH Q’ EQUIPINHA FRACA, SEM JOGO DE CINTURA, COMO DRIBLAR A CRISE?

  6. maria josefa

    VERGONHA ESSE É O PRESIDENTE DE REPÚBLICA QUE TEMOS????

  7. tip zat

    E dai estão a ser violados?? o cidadão honesto mata-se a trabalhar, pagar os impostos e depois aparece esses pilandras a comer, beber e dormir no bem bom da prisão. Deviam era andar ai a ralar no meio do sol a colher pedras, a limpar as praias, deviam fazer como na holanda, cada preso tem de pagar 16€ por dia de estadia (em cv podia ser uns 200$).

  8. ARTISTA DE SONCENTE

    Este presidente é só bazofaria, só lhe faltou pedir desculpas aos presos por estes terem ido para prisão. No dia que ele for vitima de alguns desses meliantes vai mudar de discurso. Cada dia que passa e a cada ato deste Senhor vou perdendo o respeito por esta figura do estado que incomparavelmente foi bem representado pelo PEDRO PIRES

  9. Carlos Ferreira

    Se esses reclusos empregassem o dia inteiro fazendo um trabalho comunitário como seja limpar essas praias totalmente poluídas, consertar essas calçadas, etc,etc, seriam produtivos e à noite estavariam tao cansados que nem sequer teriam tempo para tomarem a consciência da superlotação. Nao esquecer que a ociosidade é a mãe de todos os vícios e que o trabalho dignifica.
    A cadeia neste caso deixaria de ser um centro de repouso e diversão bem assim como a garantia de “três por dia”. Para além de ter um efeito preventivo, (nao é por nada que estao presos) esses parcos recursos do Estado seriam encaminhados para outras actividades de utilidade publica.
    Aqui fica a sugestão esperando que venham mais. Estou certo que a organização dos Direitos Humanos vai levar a apreciação este meu parecer bem assim como os nossos políticos.

  10. Carqueja 1

    Esta mais do que na hora de em Cabo Verde os reclusos começarem a PAGAR pelos “direitos na prisão”. Se estão detidos é porque cometeram crimes, crimes esses que de modo geral consistiram na usurpação de direitos de outros cidadãos ou no não cumprimento dos seus deveres. Vá o Sr PR ver nos bairros de SV quantas famílias labutam o dia inteiro para ter PELO MENOS “UM POR DIA” (o 3 por dia é utopia para muita gente).

  11. Carqueja 2

    Eu defendo que os impostos que me são descontados FIELMENTE todos os meses devem sim ser utilizados para o BEM COMUM. Assim sendo, os reclusos não deveriam estar a PAGAR pelo ALIMENTO, ÁGUA, CAMA? Como pagariam: recebendo formação e depois trabalhando em obras comunitárias (limpeza publica, construção de estradas e outras infraestruturas, etc). Assim os recursos poderiam ser canalizados para outras acções. Quando saem da prisão mais parecem estar a vir de uma boa vida nos States bonitos de se ver

  12. Almeida

    Por varias ocasioes ja vi ex-condenados a gabar-se de que ja estiveram presos e que n se importam de la voltar, imagine se tivessem boas condicoes la dentro!

  13. Tip zat

    Apoio o Carlos Ferreira, mas porque é que estes politicos não pensam assim, eles só aparecem com ideias da treta, que nem sei onde vão buscar. Esta na hora de mudar estas leis, a legislação e outras cenas. Implementar a prisão perpetua, condenar a morte certos assassinos (zé catana e companhia…), os presos a terem tarefas produtivas, acabar com as despesas desnecessarias do carnaval….etc Politicos da treta, com 5º ano antigo

  14. Eduardo Oliveira

    O Senhor Presidente, querendo fazer o social, perdeu uns pontos. Muitos mesmo.
    Relativamente aos presos não é escandaloso dizer que é o Mundo ao contràrio. Praticam crimes puniveis, vão para a cadeia e clamam direitos sem sequer lembrar que quem sofreu pelos maus actos que praticaram também os tinham. Sem ser cinico digo que todo e qualquer preso devia pagar a casa, o alimento e, se sobrar, outros gastos e/ou economia

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.