Um perigo à solta para os condutores

24/01/2014 07:54 - Modificado em 24/01/2014 07:54

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO desacato às regras de trânsito faz parte da rotina de muitas pessoas na ilha de São Vicente. Nesta ilha, nem todos atravessam as estradas nas passadeiras ou nas pontes metálicas existentes nalgumas zonas. Por outro lado, há quem troque os passeios pelas estradas asfaltadas ou obrigue os condutores a ceder-lhes passagem nos locais com sinal de STOP.

 

As regras de trânsito obrigam os condutores a fazerem uma condução segura que não ponha em risco a vida dos peões. Por outro lado, os peões também têm obrigações a respeitar, isto é, as regras de trânsito. Só que a grande maioria não conhece os sinais, nem as regras. Há peões que avançam à frente dos carros nos STOP porque pensam que este sinal obriga os carros a cederem-lhes a passagem.

 

O certo é que estas situações não têm agradado aos condutores que fazem uma condução defensiva nas estradas. Isto quando os peões ignoram as passadeiras e põem-se à frente dos carros. Ou em vez de atravessarem nas pontes metálicas existentes nalgumas zonas, optam por atravessar a estrada.

 

Indignação

 

Para alguns condutores, falta uma mentalização por parte das pessoas dos próprios deveres como peões. Porque nota-se uma cultura de indisciplina das pessoas perante as regras de trânsito nas ruas do Mindelo.

 

Segundo Elvis Barreto e José Manuel “as pessoas, por preguiça, não usam as passadeiras ou as pontes de travessia para passarem de um local para o outro. Pensam que são donos das vias de trânsito e são muitos os casos de pessoas que caminham pela estrada normalmente esquecendo-se que o lugar dos peões é no passeio”.

 

Fazer uma curva e encontrar pessoas paradas no meio da estrada é algo que tem tanto de banal como de perigoso. Encontrar peões que ocupam as vias como se fossem carros é normal. Tão normal como os cães que escolhem as estradas para dormir.

 

Razões

 

Armindo Lopes e José Santos consideram que o peão são-vicentino é o principal problema dos condutores nas vias públicas. “Os costumes dos peões sobrepõem-se às regras de trânsito, pois há pessoas que em vez de caminharem nos passeios entram no asfalto e nós condutores é que temos que nos desviar delas. Mas a situação agrava-se quando alguns nos obrigam a ceder-lhes passagem nos locais com sinal de STOP”.

 

A guerra entre os peões e os condutores em São Vicente vai durar até que as autoridades tomem medidas. Podia-se começar pela educação rodoviária nas escolas e campanhas de sensibilização. Não falamos em multas porque a Polícia de Trânsito em São Vicente não multa nem carros, fará peões. E o que assusta é que nem as mortes frequentes de peões têm despertado os responsáveis por essa verdadeira guerra entre peões e condutores que se trava todos os dias nos asfaltos de São Vicente.

  1. Observatório JM

    Meus caros, adimite-se, com reserva, que em SV, tal como nas outras ilhas, haja piões que que não façam o uso das passadeiras. Mas tmabém não é menos verdade que os que se pretendem atravaessar pelas passadeiras, são impedidos de passar, pois os condutores não lhes cedem a passagem, como deviam. Os condutores não respeitam minimamente as regras de trânsito. Já vi pioes a fartar-se de esperar que os condutores lhes deixam passar, e quanto haja algum que os deixam, vem outro a aultrap

  2. Observatório JM

    Contin. Raramente há algum que deixe passar o peão, e ato continuo vem outro maluco a fazer ultrapassagem na passadeira, colocando em perigo a integridade fisica ou a vida do peão, pois é probido ultrapassar na passadeira.Conclusão: se as passadeiras não servem os pioes (ao contrário até põe a vida em perigo), os condutores estão-se a queixar de quê?..se não vale a pena nem tentar atravessar pela passadeira. E termino com uma pergunta: a senção para esses condutores tem sido aplicada?

  3. osvaldo da Luz

    A maior parte dos condutores e peões não sabem o verdadeiro significado duma passadeira. Seria muito bom que esta matéria fosse tratado nos bancos das escolas primárias

  4. Observatório JM

    Concordo ctg Osvaldo da Luz. Até pk se achem que é um perigo à solta, pk não uma formação cívica nesse sentido desde a escola primária. Embora quanto aos condutores penso não haver desculpas, porquanto presume-se que têm carta de condução e conhecem as regras da estrada.

  5. Almeida

    EU concordo com a reportagem a cem por cento, quanto aos comentarios do JM esta claro que alguns condutores fazem isso mas se se pestar atenção ve-se claramente que estes condutores são as excepcões, mas a regra em soavicente e sem duvida que os peoes pensam que por n lhes ser exigido uma carta de condução tambem n tem de seguir as regras do transito

  6. Mario Duarte

    Infelizmente, há peões e também condutores que violam as regras de trânsito. Enquanto esta questão não for tratada com o devido respeito pelas autoridades, muitas vidas irão perder-se. A conduta dos peões e dos condutores, em S.Vicente, está longe de ser segura. Mas nesta guerra do “quem pode mais” os mais prejudicados são os peões, que pagam, pelos seus próprio erros e pelos dos outros, com a própria vida.

  7. Observatório JM

    Convinha não se esquecer que fora dos veículos todos somos peões. Falo por experiência própria sempre cultivei o devido cuidado ao circular pelas passadeiras e irrita-me tanto o demasiado tempo de espera e caso raramente 1 condutor me cede a passagem, os condutores ignoram por completo os peoes que se manifestam claramente a intenção se atravessar pela passadeira, é uma aberração tremenda. Já parei para ceder passagem e os condutores k vêm atrás quase atropela a criatura ao passsar.

  8. Observatório JM

    Esta notícia surge dando pela razão ao condutores,o que é totalemnte falso.Ao peoa tem de haver respeito pk está desprotegido não tem ferro e xapa a volta como tem o condutor.o fato de se estar num veículo não implica desrrespeitar o peão como se fosse um obstáculo que tem de ser removido até dos passeios, em SV não ha condutores, não sabem, desvalorizam ou ignoram as regras da estrada.O perido de ser atropelado nas passadeira é ainda maior. Até ultrapassam nas passadeiras (k é a morte do peao)

  9. EUNICE

    TAMBÉM ACHO QUE HÁ PASSADEIRAS A DAR COM PAU N ILHA, ATE EM CERTAS ROTUNDAS ONDE N É PERMITIDO PARAR SEGUNDO CÓDIGO DA ESTRADA …LAMENTO MAS NÃO E FACIL O TRANSITO EM SV ,HÁ CONDUTORES Q ESTACIONAM SEUS CARROS SEM RESPOSABILIDADE EMBARAÇANDO ASSIM O TRANSITO P OUTRO LADO ,POR EXEMPLO A RUA DA FRAGATA N CIDADE D MINDELO ,AS VEZES É QUASE IMPOSSIVEL TRANSITAR P ESTA VIA…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.