Tumultos na Ribeira Grande: Tribunal proíbe jovens de frequentar locais de diversão nocturna

23/01/2014 07:31 - Modificado em 23/01/2014 07:31

RibeiraGrandeStoAntaoO Ministério Público vai investigar os factos relacionados com a detenção de um grupo de jovens na sequência de tumultos após o encerramento de uma discoteca na cidade da Ribeira Grande, Santo Antão. O Tribunal aplicou TIR aos 14 indivíduos e ainda acumulou outras medidas de coacção como a proibição de frequentar ou permanecer em locais de diversão nocturna, até à data da realização do julgamento.

 

O Tribunal da Comarca da Ribeira Grande procedeu à aplicação da medida de coacção aos jovens detidos pela Polícia Nacional na madrugada de domingo. Os indivíduos foram detidos pela PN aquando do encerramento da discoteca “Srré Negra” por volta das quatro horas. O caso aconteceu no fim de uma actividade no polivalente David Fortes.

 

Um grupo de jovens deslocou-se à “Srré Negra” e não aceitou o encerramento desse espaço, por isso, protestaram. Os indivíduos não aprovaram a actuação da Polícia Nacional, por isso, atiraram pedras aos agentes da PN, partiram um farol de uma viatura da Polícia e ainda fizeram uma fogueira com pneus no Terreiro da Povoação. A Polícia Nacional ripostou com tiros para o ar para dispersar os cidadãos e procedeu à detenção de catorze pessoas que foram presentes ao Tribunal da Comarca da Ribeira Grande.

 

Medida judicial

 

Os detidos foram indiciados da prática dos crimes de motim, dano, calúnia e injúria, pelo que vão aguardar julgamento em liberdade sob Termo de Identidade e Residência e apresentação quinzenal às autoridades policiais. O Juízo Crime agravou as medidas de coacção e os arguidos estão proibidos de sair da ilha de Santo Antão e de Cabo Verde, por um período superior a cinco dias sem terem a autorização do Tribunal. E para evitar mais casos de tumultos à noite, estão proibidos de frequentar ou permanecer em locais de diversão nocturna.

 

Investigação

 

O processo-crime que envolve os jovens foi enviado para instrução para apurar a veracidade dos factos. Depois de deduzida a acusação por parte do Ministério Público, os arguidos serão julgados em Processo Comum Ordinário. O Tribunal vai interrogar as partes envolvidas no tumulto e as testemunhas que presenciaram ao caso para que possa tomar uma decisão final que resolva o problema que colocou a ferro e fogo a cidade da Ribeira Grande.

 

A verdade é que nas redes sociais são várias as denúncias de abuso de poder por parte da polícia, mas também há cenários em que é visível o desrespeito às autoridades policiais.

 

  1. Carlos Silva - Ralao

    Tumultos na Ribeira Grande: Tribunal proíbe jovens de frequentar locais de diversão nocturna – Agora fiquei confuso, os jovens estao proibidos de frequentar estes locais, ou um ou determinados locais foram fechados por nao reunirem condicoes de seguranca, higiene ou mesmo nao cumprem horarios de funcionamento???? Alguem mesmo de Povoacao – R. Grande que sabe desta situacao poderia nos esclarecer aqui??

  2. Danielson

    para escalarecer : uma coisa e o encerramento do estabelecimento por falta de condiçoes de segurança ,outra coisa e que os jovens estao envolvidos num processo crime por causar disturbios a segurança publica pelo que o tribunal procedeu de acordo com os tramites da lei criminal ao aplicar a medida de coacçao,veja quid iuris no cod penal remissao cpp

  3. santantonense

    ola noticias do norte e leitores.s. Antão pra quem vive cá notamos q é uma ilha q esta a passos de caranguejo ,estamos a retroceder ,jovens sem solução, infraestruturas que não funciona como é o caso do cais do porto novo que podia trazer mais turismo pra ilha, justiça tb é outro que ñ existe, é claro que jovens sem ocupação a solução é sair a procura de diversão em demasia e quando as autoridades querem fzer cumprir a lei não conseguem pq os jovem ñ tem nada pra fazer no dia seguinte.

  4. santantonense

    senhor ralão ñ é nada disso é simplesmente uma situação que jovens enfrenta e que pelo futuro se ñ houver um estudo e algumas mudanças profunda em santo antão deixamos de ter homens inteligentes inteletuais e trabalhadores com honestidade e sim alcoolatras , drogados e criminosos.espero bem k ñ. Santo Antão a Dez anos para ká ñ é o k era.

  5. Forsa jovens ainda nhós ta ku tudu nhos forsa na flor di peli. Policias di cv nenhun ka inpreste pa nada. dentu di skuadra és ta sta só ta da chow, nada es ka ta fazi. bu ta bai fazi un kexa és ta fazi trosa bó segundu nhas konklusões. Principalmenti na somada. só ganha dinheru sem fazi nada ki presta… sinseramentiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!

  6. Desesperado

    A verdade é que nas redes sociais são várias as denúncias de abuso de poder por parte da polícia, mas também o nosso tribunal não esta a fazer um bom trabalho pq já é tempo de começar a punir policias pq eles são todos uns corruptos e embriagados, andam a beber até no trabalho.
    embora que o próprio juiz toma o seu caco só vejam o policia que se chama Emerson já fez tantas delinquências ja teve acidente ainda ele sem carta que causou a morte do nosso grande profissional condutor venças apanhou num fim de ano rolou uma toyota land cruiser de Tonecas sem carta de condução ja abusou de pessoas nas esquadras onde ele tem passado e nunca teve se quer uma pena .
    Eu pessoalmente ja lhe vi mais de que 3 vezes num starlet branco num estado de embriaguez bem elevado ate que chegou a parar para vomitar.
    o senhor juiz ele num julgamento que toda a gente estava curiosos que o erguido iria levar pena no mínimo 8 anos de prisão por furto na cx economica que lesou muitas gente e falsificação de notas , o juis como são da mesma equipa politica e conjarda aplicou-lhe uma pena pequenina onde não deixava maguas só 3 anos pena suspenso . Podem roubar isto tudo é vosso…………desonesto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.