Ordem pública: Encerramento de uma discoteca coloca Ribeira Grande a ferro e fogo

21/01/2014 00:07 - Modificado em 21/01/2014 00:08

discotecaO encerramento da discoteca “Srré Negra”, na cidade da Ribeira Grande, Santo Antão, no domingo por volta das quatro horas, provocou tumultos. Houve protestos contra o fecho da discoteca e actos de vandalismo. Por sua vez, a Polícia fez disparos para o ar e ainda houve a detenção de alguns indivíduos. A verdade é que nas redes sociais são várias as denúncias de abuso de poder por parte da polícia, mas também há cenários em que são visíveis o desrespeito às autoridades policiais.

 

Neste fim-de-semana, por perturbação da ordem pública, foi encerrada uma discoteca na cidade da Ribeira Grande. Um grupo de jovens não aprovou a actuação da Polícia Nacional, por isso, atirou pedras aos agentes da PN, partiu um farol de uma viatura da Polícia e ainda fez uma fogueira com pneus no Terreiro da Povoação.

A Polícia Nacional ripostou com tiros para o ar para dispersar os cidadãos e procedeu à detenção de treze pessoas que serão presentes ao Tribunal da Comarca da Ribeira Grande. O Juízo Crime vai realizar uma audiência de julgamento para esclarecer os motivos do tumulto que envolveu agentes da Polícia Nacional e um grupo de jovens que contestava o encerramento de uma discoteca.

O caso será resolvido sob a forma de processo sumário porque os indícios apontam que os indivíduos praticaram um crime de atentado contra o património público, motim e desobediência à autoridade. O Tribunal vai interrogar as partes envolvidas no tumulto e as testemunhas que presenciaram ao caso para que possa tomar uma decisão final que resolva o problema que colocou a ferro e fogo a cidade da Ribeira Grande.

 

  1. HFMC

    Hora de recolher maltas, bsote be deta na hora, afinal na Puva e assim sempre detode, ca tem traboi pa ocupa jovens paz tem responsabilidade de ba deta sede k note dia tem traboi bsote tem k tures dnote k ex tem k espia diversão, algo pa faze, bom noite PUVA e um pena k bo e assim.

  2. Antonio dos Santos

    Tempo de se comecar a impor a Lei.!
    Sabe-se que em Cabo Verde existe um desrespeito para com os cidadoes por parte das discotecas e casas de festas, que dia e noite fazem um barulho constante, Nao existe siotio em Cabo Verde onde se possa paassar ums dias em pleno sossego. A musica tornou-se como uma praga, e por isso deveria de ser regulada, como em todos os paises civilizados.. A acuatacao das forcas da ordem eh LOUVAVEL!

  3. big

    tem sido varias as persiguiçoes da p n aos jovens de puva porem este acto mesmo não sendo a melhor forma de actuação certamente é fruto de muito silencio na cidade.
    o abuso de poder tem sido uma constante em ribeira grande para que os governantes já estão a tempo de verem isso POR MAIS AS AUTORIDADES POLICIAIS PROVOCAREM SÃO SEMPRE ELES O LADO DA RAZÃO. PK PLIÇA NA NHA ZONA NUNCA ESTUDA DIREITO PLIÇA NA NHA ZONA EN DE CONÇE LEI 6 MESES DE FORMAÇAO DEPOS ES TE PTES PREI TE BEM IMPO TUD O KES KRE

  4. NANSS

    MALTAS KRÉ PARA PENSAMENTOS E ACTOS REVOLUCIONARIOS DE JOVENSSS….O K CABRAL TAVA PENSA…MALTAS FORÇA NA PROTESTOS K MAS UM KZINHA DE CALMA MAS CONTINUEM POIS CABOVERDIANOS TE MUTTT PASSIVOS PARA COM A SITUASON DE CV…MALTAS K TI T ACOMODA É PORQUE ÉS É UNS LÉMBÉBOTAS E CERTAMENTE NA SIS HORTA TI TE CHOVE BONANSA…

  5. Aladir

    Jovens, no mantém calma e no protesta de forma cívica é por isso que nos é caboverdiano no corre atrás da coisa certa de forma a melhora ess terra. CIVISMO

  6. Siceramente

    Big e Nanss, grandes palermas. Por mais que Jovens precisa diverti principalmente a noite, tb tem pessoas ek t trabalha de dia e k oia noit como um hora de descanso…Ora Sossego e Tranquilidade é um DIREITO CONSTITUCIONAL. Na verdade, não obstante quel desrespeito e grande desordem Ordem Publica, um dkes principal culpod dess Historia ékel Boate, sabendo kes tinha Normas e Ordens a respeitar… es tva limita simplisment a isso e se actuação kfosse d ses agrado es tva xpia ses direitos LEGALMENTE

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.