Estudo diz que Facebook “está morto e enterrado” para jovens

15/01/2014 10:01 - Modificado em 15/01/2014 10:01
| Comentários fechados em Estudo diz que Facebook “está morto e enterrado” para jovens

facebookUm estudo financiado pela União Europeia concluiu que o Facebook está “morto e enterrado” para os adolescentes.

 

De acordo com a investigação liderada pelo antropólogo Daniel Miller, da University College London, muitos jovens já se sentem até envergonhados quando associados à rede social.

De acordo com a investigação, atualmente é a geração mais velha que mais utiliza o Facebook, encarando-o como uma forma de manter contacto com a família, por vezes distante.

Assim sendo, os jovens começaram a abandonar esta rede social, por não quererem contactar-se com os seus pais e restantes familiares através do Facebook.

 

Desta forma, serviços como o Instagram, o Snapchat e a Whatsapp começam a crescer em número de utilizadores, pois os adolescentes começaram a ‘migrar’ para estas redes sociais, mais simples e, sobretudo, onde não interagem com familiares mais velhos.

Segundo Daniel Miller, “houve uma altura em que os pais se preocupavam com o facto dos filhos se registarem no Facebook, contudo, agora são os pais que tentam persuadir os filhos a continuar a usar o serviço”.

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.