Moradores clamam por presença de um médico

27/12/2013 09:01 - Modificado em 27/12/2013 09:01

relatorio medicoA população da Ribeira das Patas no interior do Porto Novo, na ilha de Santo Antão, reivindica, actualmente, a colocação de um médico nessa localidade. O desígnio da autarquia e dos residentes é que o Governo a eleve à categoria de Vila, uma vez que já dispõe de cerca de três mil habitantes.

 

O presidente da Associação de Desenvolvimento Integrado da Ribeira das Patas, Arlindo Delgado, defende a necessidade dessa povoação dispor de um médico residente, adiantando que o único enfermeiro colocado no posto sanitário local não consegue cobrir a povoação.

 

A falta de um posto de venda de medicamentos também preocupa a população da Ribeira das Patas. A Câmara Municipal do Porto Novo defende também a colocação de um médico residente em Ribeira das Pastas, o maior centro populacional do interior do município do Porto Novo.

 

Em declarações à Inforpress, a vereadora da Saúde, Ana Paula Santos, assegura que a edilidade portonovense pretende, “em concertação com o Ministério da Saúde”, colocar um médico no posto de saúde da Ribeira das Patas que cobrirá as povoações vizinhas de Alto Mira, Ribeira da Cruz, Jorge Luís e Lajedos.

 

Entretanto, o posto sanitário da Ribeira das Patas pode ser, já em 2014, transformado num centro de saúde, segundo a edil Rosa Rocha. A transformação do posto sanitário da Ribeira das Patas em centro de saúde tem sido uma preocupação do Governo que projecta já em 2014 avançar com o projecto no âmbito da Cooperação Luxemburguesa, avançou.

 

Rosa Rocha disse ter recebido a garantia do Ministério da Saúde de que o projecto vai ser submetido a alguns parceiros, nomeadamente à Cooperação Luxemburguesa, com vista ao financiamento dessa infra-estrutura que vai ainda incluir a residência de um médico a ser colocado nessa zona.

  1. Delgado

    Se construirem um centro de Saude em R. das Patas, tem k construir um Hospital na cidade de Porto Novo, e no Paul, e colocar medicos de urgencia durante 24 horas no Paul, pq ate agora trabalha um unico medico no Paul, para um concelho)cidade). Nao acham que pedir um medico residente na R. das Patas e pedir demais?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.