Cientistas mais perto da “fórmula da juventude”

23/12/2013 10:06 - Modificado em 23/12/2013 10:06
| Comentários fechados em Cientistas mais perto da “fórmula da juventude”

juventudeComposto químico poderá fazer com que uma pessoa de 60 anos se sinta como uma de 20.

 

Cientistas australianos e norte-americanos conseguiram reverter o envelhecimento muscular em ratos na Universidade de Harvard, nos EUA, e esperam poder realizar testes semelhantes com humanos no final de 2014, informou esta sexta-feira a imprensa da Austrália.

A equipa liderada por David Sinclair, da Universidade de Nova Gales do Sul (Austrália), e que realizou esta investigação na Universidade de Harvard, desenvolveu um composto químico que poderá permitir que uma pessoa de 60 anos se sinta como uma de 20 anos. É o primeiro passo para uma ‘fórmula da juventude’.

Esse composto químico deu maior energia aos ratos, tonicidade aos músculos, reduziu as inflamações e melhorou significativamente a sua resistência à insulina.

“Estudo o envelhecimento a nível molecular há quase 20 anos e nunca pensei constatar que o envelhecimento se pode reverter. Pensava que teria sorte se o conseguisse desacelerar um pouco”, disse Sinclair, citado pela cadeia australiana ‘ABC’.

De acordo com este cientista, a investigação, publicada na revista ‘Cell’, permitiu verificar em ratos velhos com problemas de saúde relacionados com a idade um retrocesso dos mesmos “em uma semana”.

A pesquisa favoreceu ainda a identificação de uma nova causa do envelhecimento, nomeadamente dos músculos, que é a comunicação entre os cromossomas do ADN do núcleo da célula e os do ADN das mitocôndrias, responsáveis por fornecer a maior parte da energia necessária para a atividade celular.

“O que descobrimos é que no processo de envelhecimento estes cromossomas não comunicam”, precisou Sinclair. A equipa de Sinclair espera realizar testes clínicos em humanos no final de 2014.

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.