Natal: a importância do significado e não da data

23/12/2013 00:02 - Modificado em 23/12/2013 08:45

natalNo dia 25 de Dezembro, o mundo cristão junta-se para comemorar a vinda de Jesus Cristo, o Filho de Deus que nasceu entre os homens. E as igrejas em São Vicente, assim como noutras paragens, não deixam essa data passar em branco e juntam-se em diversas actividades acompanhando o clima de festividade e de boa vontade comum nesta época do ano.

 

Apesar das igrejas se associarem a esta festa e, inclusivamente, realizarem actividades, as religiões contactadas pelo NN não partilham da teoria que estão a festejar a verdadeira data do nascimento de Jesus.

 

O Pastor Armindo da Igreja Adventista do 7º Dia, diz que “a bíblia não nos dá razões para acreditarmos no dia 25 de Dezembro como o dia do nascimento de Jesus”. O Pastor Socorro Fontes da Igreja do Nazareno, diz que a sua congregação celebra o Natal “não por ser a data de 25 de Dezembro mas por ser um momento importante para a cristandade”. César Fortes da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, acrescenta que “a data não importa, o que mais importa é o acto do nascimento do nosso Salvador” e, por esta razão, festeja o Natal. E o Padre Paulo da Igreja Católica, esclarece então que “não se comemora o Natal como uma data fixa do nascimento de Cristo”.

 

Apesar das Igrejas comemorem o Natal, as Testemunhas de Jeová não participam nesta festa. Num programa radiofónico da responsabilidade dessa igreja, explicam que um dos motivos para não participarem na festa é por saberem que Jesus não nasceu no dia 25 de Dezembro.

 

Significado da data

 

Apesar da data não ser aquela em que acreditam que Jesus tenha nascido, a comemoração do Natal é feita inevitavelmente a 25 de Dezembro. “Associamo-nos às actividades do Natal por ser um período em que as pessoas estão mais predispostas para apresentarem ao próximo um gesto de amor e de solidariedade”, sugere o Pastor Socorro. E o Padre Paulo enaltece essa vontade que a Igreja tem de fazer com que as pessoas nesta quadra possam experimentar “o amor de Jesus” para que as pessoas possam ter alegria e amor durante este período.

 

O Presidente Fortes, por sua vez, vislumbra nesta quadra mais do que em qualquer outra época do ano, a oportunidade do “mundo se unir para se lembrar deste evento sagrado e dos ensinamentos mais evidentes do Salvador onde o amor, a caridade, a abnegação e a tolerância são colocados em prática”. O Pastor Armindo concorda com estas ideias e, daí o motivo, como afirma, das usar neste tempo para evangelizar e transmitir os ensinamentos de Jesus.

  1. Severino Manuel

    Todos os feriados e datas de caris religiosos, advindos da
    Igreja católica são inventadas… Apenas a pascoa, que veio do
    catolicismo, se aproxima de realidade.
    ———————————————————————————————————————————————
    São séculos e séculos de “fraudes”…

  2. Observador

    Não comemorar esta festividade não tem haver só com a questão da data que foi fixada.Em abono da verdade, trata-se de um invento sem qualquer fundamentação lógica criada pela igreja católica. As escrituras mostram claramente que Jesus nasceu numa época que não poderia ser no mês de Dezembro porque havia pastores no campo e nesta altura do ano o inverno é rigoroso na Palestina e Israel, portanto os pastores não pernoitavam nos campos durante o inverno. Infelizmente as demais religiões que se intitulam de evangélicas acabaram por também aderir a essa festividade pagã, comparticipando desta farsa. O que se deve ter em devida linha de conta, é a origem da comemoração do Natal. A própria enciclopédia católica admite que essa festividade teve origem nos ensinos pagão do antigo império romano. Só que as pessoas não entendem que a mistura do paganismo com um cristianismo disfarçado é claramente condenável nas escrituras. Fica a questão, as escrituras mostram que os primeiros cristãos comemoravam o nascimento de Cristo? A resposta é um resoluto não. Pelo contrário, as escrituras dão ênfase a comemoração da morte de Cristo. Este evento deve ser comemorado pelos cristãos, porque é o único que tem um ordem expressa para que fosse observada pelos seguidores de Cristo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.