Depois da árvore dos horrores… Rua de Lisboa sem direito a árvore de natal

23/12/2013 08:42 - Modificado em 23/12/2013 08:42

rua lisboaHá um ano, a empresa Fortwell ofereceu aos são vicentinos uma obra natalícia, ao erguer uma árvore de natal na Rua de Lisboa. Com a execução do projecto, o produto final gerou desagrado na cidade do Mindelo, porque a obra ficou a parecer um “monstro”, ganhando nas redes sociais o nome de “Árvore dos Horrores. Através de uma petição pública foi pedida retirada do embuste de São Vicente. E agora em 2013, por medo dos comentários ninguém se atreveu a colocar uma árvore de natal na Rua de Lisboa.

 

Foram várias as reacções perante a construção da árvore de Natal o que desencadeou um pedido de petição on-line. Tendo por título “Petição Retirada Urgente da Obra Natalícia Metálica da Rua de Lisboa de marca Fortwell”. Os são vicentinos demonstram desagrado perante a prenda no sapatinho e consideram que o Pai Natal não teve criatividade e o que lhe faltou em criatividade sobrou em mau-gosto e falta de consideração.

O empresário Silvester Brant, da empresa Fortwell reconheceu que a construção da árvore não correu bem e prometeu rectificar. Assim o fez, mas os são vicentinos continuam descontentes com o produto final apresentado, por considerarem que “a árvore dos Horrores passou a ser uma rede anti-mosquito”.

Devido aos factos ocorridos em Dezembro 2012, este ano, a empresa não brindou os são vicentinos com uma nova árvore. Por outro lado nenhuma outra empresa, artistas plásticos, ou os próprios mindelenses decidiram criar uma nova obra para embelezar a Rua de Lisboa durante a época natalícia.

As reacções ouvidas pelo NN dão indicação, de quem ninguém quis arriscar em colocar uma árvore de natal nessa área, para correr risco de errar na construção e depois ser vaiado na via pública ou nas redes sociais. Armando Fonseca assegura que “colocar uma árvore de natal na Rua de Lisboa, apenas para mostrar que se fez uma obra numa das principais áreas da ilha não vale. É preciso ter criatividade para fazer um trabalho que agrada a todos, isto é que não enfraqueça o espírito natalício e do povo mindelense”.

Fanny Soares partilha da opinião de Armando e acrescenta que “é preciso respeito e valorização pela arte e a tradição local. A emotividade desejada para este período do ano, faz com que uma obra de Natal colocada na Rua de Lisboa, ou numa área principal cidade seja bela e que dê delícias as pessoas. Este este ano esperava ver uma outra árvore na Rua de Lisboa, mas a meu ver devido a peripécia de 2012, ninguém se atreveu a arriscar”.

Por sua vez, Luís Silva e Andreia Barbosa sublinham que “no ano anterior quase todas as pessoas ficaram desagradadas com o mostro colocado na Rua de Lisboa. Uma obra que ficou a quem do desejado. Com os comentários a favor de ptal na tchom…já, agora ninguém teve a ousadia e criatividade para desafiar as aspirações dos são vicentinos e levantar uma árvore de natal digna desse nome”.

 

  1. Carlos Silva - Ralão

    Pois é, quase todos criticaram de uma forma destrutiva, e
    ainda houve comentários até de ofensa, mas ninguém ousou em
    apresentar uma solução ou ideia melhor. Aliás, grande parte da
    sociedade cabo-verdiana, quando não tem criatividade ou não foi o
    primeiro a lançar algo, sempre critica de uma forma destrutiva. Não
    sei se foi herdada de alguém ou se esta mesma sociedade se tornou
    assim. Se se faz ou não algo, é-se destruído por
    críticas…

  2. San Jon

    Agora em vez da árvore a Rua de Lisboa parece que está em
    festa de romaria ou de Partido Único na época do 5 de Julho. O
    Palácio está este ano muito feio. As luzes ficaram um carnaval e
    tortas, feias. É a Câmara no seu melhor dos piores que já tivemos
    na ilha

  3. Maclmont

    Com ” Monte Cara” como uma das 7 maravilhas de Cabo Verde, espero ver a ideia-proposta a CMSV para a sua iluminação nocturna validada e realizada tão breve quanto possível. Certamente seria uma boa prenda de fim de ano para os mindelenses e não só.

  4. Silvia Fernandes

    SR. CARLOS SILVA – RALAO, O SR. NAO E CABOVERDIANO??? POIS EH K O SR. TAMBEM CRITICA MAS NAO FAZ NADA!!!!!! TODOS ARMADOS EM ESPERTOS.

  5. Silvia Fernandes

    VERDADE SEJA DITA MAS NO TEMPO DE DRA ISAURA GOMES HAVIA MAIS BOM GOSTO NA DECORACAO DE NATAL. AGORA EH AQUELA PIROSA DA VEREADORA LIDIA PAGAR AO MANU RASTA PARA FAZEREM AKELA BIZARRACAO NA RUA D LISBOA??? COMO O MANU RASTA FOI CAPAZ DE TAMANHANA ASNEIRA NUMA MISTURA DE SAN JON CARANAVAL???? FALTA DE RESPEITO!!!!! FORA VEREADORA LIDIA!!!!!!!!!!

  6. OI VIO

    FAÇO DAS MINHAS PALAVRAS AS DO SR CARLOS SILVA!!!!

  7. Lenilda

    A Rua de Lisboa mais parece preparada para alguma festa junina kkkkkkkk…ridiculo as bandeiras…

  8. Fernado Delgado

    Pois é meus senhores, a senhora Isaura Gomes, deixou ao Augusto, uma Câmara cheio de dívidas e com muito maus hábitos.
    A Isaura gastou rios de dinheiro na Câmara, não ajudou a criar riqueza, a não ser para ela.
    É só ver o progresso que os negócios dela teve.

    S.Vicente ainda vai pagar muito caro, essa pobre gestão que começou com essa gente,fraca de mente e com falta de visão política,gente que não consegue projectar a ilha.Nunca a mediocridade na tinha feito escola nesta ilha,é pena mas o povo..

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.