Zezinho Catana sorri para as pessoas à saída da cadeia

20/12/2013 07:50 - Modificado em 20/12/2013 07:50

ze catanaPela terceira vez, a Policia Judiciária foi a Cadeia São Vicente à procura de Zezinho Catana, para esclarecer factos ligados a três crimes onde assumiu a autoria. A PJ prossegue com o interrogatório, no sentido de conseguir um depoimento sobre o paradeiro dos restos mortais de duas vítimas. A saída da prisão Zezinho esboçou um sorriso para algumas pessoas que o esperava à porta da prisão. E ainda teve direito a passear pela cidade do Mindelo no trajecto Ribeirinha / Av . Marginal sem ser notado pelos mindelenses que transitavam nas ruas.

 

O sujeito foi transportado por três agentes da Polícia Judiciária numa viatura da Brigada de Homicídios. À porta da Cadeia de São Vicente se encontravam pessoas adultas e crianças que aperceberam que o suspeito seria retirado do regime de alta segurança para mais uma ronda de interrogatório, cujo objectivo é levar a PJ aos locais onde diz ter enterrado duas das suas vítimas.

Com os vidros fechados e fumados, a viatura deixou o presídio as 11 horas, com Zezinho Catana sentado atrás do condutor, vigiado por um terceiro agente da PJ. A saída, os que esperavam pelo sujeito gritaram pelo nome de Zezinho Catana, e este apercebendo da situação retribuiu com um olhar, seguido de um sorriso.

A Polícia Judiciária, ao aperceber da presença de alguns cidadãos apressou a marcha para concluir o transporte do suspeito para as suas instalações. Zezinho Catana foi disfrutando da paisagem e do ambiente durante a sua condução, onde a viatura percorreu as imediações do campo de futebol de Vila Nova, Alto Sentina, Rua Fernando Ferreira Fortes, Rua Lisboa, Av. Marginal e sede da PJ.

  1. paulo

    essa informação é totalmente falsa. o bom senso recomenda um melhor trabalho do jornalista que não se deve esbarrar na especulação de querer vender a informação a todo o custo.

  2. Tito

    Esta informação não tem nexo.

  3. no name boy

    seria a mais bárbara negligência, se uma equipa da PJ permitisse k o assassino sentasse atrás do condutor. logo vê-se k a noticia ñ é transparente

  4. emanuel Martins

    Até parece que o colunista que escreveu este artigo quer romantizar o feito. Um título altamente despropositado, que mostra que o mesmo não consegue ser mais criativo para criar um título com impacto e importância. Toda uma margem para desenvolver um artigo de interesse á volta de uma dos maiores, para não dizer o maior psicopata que Cabo Verde já conheceu, e a grande tónica acentua-se no sorriso que este lança aos traunsentes. Francamente!

  5. neves

    e os ossos foram descobridos ou não?? isto é que interessa….

  6. Zeca Santos

    Triste a forma como se escreveu o texto. Nota-se uma “alegria” e um certo ” congratular” com a presença de uma figura que se devia ter repudio.Uma noticia (‘) deve ter outros cuidados. Cuitddo de quem o escreveu

  7. vania Lima

    Neves, por favor!!!!!!!!!!!! Não se diz descobridos, mas sim descobertos!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.