Supervisão e segurança de Zezinho Catana sob alçada da GESP

17/12/2013 00:11 - Modificado em 17/12/2013 00:10

cadeia-01Zezinho Catana vai continuar detido na Cadeia da Ribeirinha enquanto decorrerem as investigações para se apurar a veracidade da sua confissão, onde assumiu a autoria de crimes de homicídio na ilha de São Vicente. O suspeito está em regime de alta segurança e sob controlo e avaliação do Grupo Especial de Segurança Prisional. O NN sabe que os agentes da GESP foram destacados para supervisionar Zezinho Catana no presídio e escoltarem-no quando for solicitado pela PJ e pelo MP para participar nas diligências no terreno.

 

O suspeito autor da morte de Alice Reis, Maria Chandim e Amâncio Rodrigues chegou à ilha de São Vicente escoltado por três agentes da GESP no voo VR4012 da TACV, com proveniência da cidade da Praia.

 

Por questões de segurança, Zezinho foi isolado numa cela disciplinar, onde apenas recebe a visita dos agentes da GESP dotados de equipamentos de segurança que lhe prestam serviço de alimentação, higiene e monitorização. E se a direcção do presídio ou o psicólogo quiserem ver o estado do detido, podem entrar na cela apenas com escolta do Grupo Especial de Segurança Prisional.

 

A presença de Zezinho Catana foi requerida pelo Ministério Público e pela Polícia Judiciária, que pretendem concluir a investigação iniciada na cidade da Praia, aquando do assassinato de José dos Anjos.

 

Nessa altura, Zezinho Catana assumiu a autoria do crime do colega de quarto e avançou que cometeu mais três homicídios na ilha de São Vicente. Nos próximos dias, as autoridades criminais na cidade do Mindelo vão estar em contacto com o homicida. Mas este online sabe que à luz das normas judiciais, a saída de Zezinho da cadeia para operações no terreno será escoltada pela GESP. E que a Polícia Nacional ficará encarregue de garantir a segurança das entidades envolvidas na investigação.

  1. Francisco Lascado

    este homem desumano não deveria beneficiar dos direito humano . devia ser tratado como ele tratou os outros. para crime que ele cometeu na cabo verde pena máximo é de 25 anos no meu intender até cadeia perpetua, é um beneficio para ele.Ele deveria ter uma proposta para ser enforcado ou fuzilado na campo de tiro.

  2. Francisco Lascado

    o Deus me perdoa mas esse homem e muito cruel. Mas amor com amor se paga.

  3. Sérgio Mendes

    muito cuidado com o senhor katana porque ele é muito perigoso.

  4. Mário Matos

    O mais interessante , para não dizer triste e lamentável nesta peça de teatro,tragicocomica é que um simples cidadão talvez analfabeto “dócil,inofensivo, um coitado” sozinho consegue desmascarar a fragilidade do sistema de saúde e judicial em Cabo Verde, consegue pôr nu todo um sistema bem montado baseado em falsidades, falcatruas, mentiras,etc, etc,.O que “doutores” temos até demais nesta terra e semelhantes até agora não conseguiram, um ” docil, inofensivo,um coitado” consegui.

  5. Carlos Carvalho

    Nada contra as autoridades Nacionais, mas nta atxa ma desdi kes mortis na S.Vicente Autoridades NACIONAIS devia fazeba um investigason mas adequada e evitaba mas morte de inocentes que podia ser qualquer um di nos. Cuidado!! nhas Povos ixiste munti mas Katanas pa ser Revelado, ka nu dexa pa es ki ta bem denuncia ses cabeça, autoridades mesti toma medidas na investigações de pessoas mortas e desaparecidas ki as vez sta ser mal investigado e a medida ki tempo ta passa crimes ta torna mas specializd

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.